Final da Copa Pilar de Futebol é marcada por goleada e confusão

Jogadores de São Miguel reclamam de gol legítimo e tentam agredir o árbitro Sandro Pinhaça
As finais da VII Copa Pilar de Futebol, que ocorreu ontem (02) no estádio municipal José Eugênio Pereira, foi marcada pela goleada da Meia Légua/Nova Pilar por 5 a 1 contra o Estrela (2ª divisão), pela conquista do título pela Transcarvalho na primeira divisão (2 a 1 contra o Vila Nova) e por uma confusão, com tentativa de agressão ao árbitro Sandro Pinhaça, na final da categoria veteranos entre São Miguel Arcanjo e o Estrela F.C., que venceu com um gol nos acréscimos o que gerou a revolta dos jogadores sãomiguelenses que alegaram irregularidade no lance do gol.



Confusão - Toda a confusão ocorreu no primeiro jogo, decisão da categoria de veteranos. Depois de um jogo equilibrado com chances de ambos os lados, quando tudo já caminhava para a decisão por pênaltis, num lance de contra-ataque o Estrela fez 1 a 0 com Denílson, que aproveitou o lançamento de longa distância feito por Pantanal, e fez um golaço, depois de falha grotesca do zagueiro Pedro, que furou. Após o lançamento, Denilson (que vinha na corrida) aproveitou a falha do zagueiro, dominou e virou chutando, em diagonal e marcou o gol do título do Estrela, numa jogada absolutamente legal (veja o vídeo). Não havia impedimento e, aparentemente, o jogador do Estrela não toca na bola e passa longe do adversário.

Os jogadores, bem como a comissão técnica e os suplentes, do São Miguel partiram para cima do árbitro Sandro Pinhaça alegando que Denilson teria conduzido a bola com a mão e que a bola teria entrado por fora da rede. O mais exaltado (e sem razão alguma) era Francisco Vazaki, o Chico Mestiço, que precisou ser contido por seguranças e jogadores do Estrela para não agredir o árbitro. Faltava apenas 1 minuto para o jogo terminar e por falta de segurança o jogo foi encerrado.

Transcarvalho campeão - Na segunda final, o Transcarvalho venceu o Vila Nova (São Miguel Arcanjo) por 2 a 1 e garantiu o título da competição. O Transcarvalho saiu na frente com um gol de Diogo, que foi cruzar e surpreendeu o goleiro, que fechava na primeira trave e foi encoberto pela bola. Ainda no primeiro tempo o Vila empatou. Depois de uma cobrança de escanteio a zaga e o goleiro Julio falharam e Anderson fez de cabeça, na segunda trave.

No segundo tempo, o jogo continuou equilibrado e muito disputado por causa da rivalidade entre os jogadores do Vila com alguns jogadores de São Miguel Arcanjo que estavam jogando pela Transcarvalho. Numa jogada de contra-ataque Fernandinho disparou pela esquerda foi no fundo e cruzou para Carlos Anão que, dentro da pequena área, do lado contrário, pegou de primeira e encheu o pé para marcar o gol do título da Transcarvalho. Depois disso foi segurar o jogo e aguardar o apito do árbitro par comemorar o título da primeira divisão da Copa Pilar.

Meia Légua arrasa - No terceiro jogo da grande final da Copa Pilar a equipe da Meia Légua/Nova Pilar atropelou a jovem equipe do Estrela por 5 a 1 e conquistou o título da categoria segunda divisão.

O Estrela até começou bem a partida e conseguiu equilibrar o jogo até aos 15m do primeiro tempo, tanto que fez 1 a 0 com Rafael Chines que arriscou chute de fora da área. Com o gramado molhado o experiente goleiro Osmael falhou, foi traído pelo quique da bola que entrou no canto.

O gol serviu pra acordar o time do Meia Légua, formado de uma junção com o time do Jardim Nova Pilar, que, mais experiente tomou conta, não só do meio-campo, como de toda a partida até o final do jogo. A pressão deu certo e a Meia Légua fez três gols em menos de 10 minutos e virou o jogo. Ainda no primeiro tempo o time poderia ter ampliado a goleada que só viria no segundo tempo, quando marcou mais dois gols e fechou o jogo em 5 a 1. Placar elástico por ser em uma final, mas pouco pelo que a equipe produziu e pela fragilidade do Estrela que contava no seu elenco formado basicamente de garotos que poderão, num futuro próximo, ser os titulares do primeiro quadro do Estrela. Ao todo o técnico Ivan Cebola contava com 12 jogadores das categorias de base, com idade entre 14 e 16 anos, e apenas cinco jogadores mais velhos e experientes (Fabinho, Célio, Choquito, Chinês e Willinha). [Veja as fotos, clique para ampliar]

Após confusão, Estrela comemora o título do veterano
Meia Légua/Nova Pilar: campeão da segunda divisão
Transcarvalho venceu a Vila Nova por 2 a 1 e conquistou a primeira divisão
Árbitros Dil, Pinhaça e Luizinho 
Veteranos do Estrela Futebol Clube
Veteranos do São Miguel perdeu e apelou
Castor (SELJ) e o zagueiro João Vitor (15 anos) grande revelação do Estrela que apostou em um time jovem e mandou a campo 12 garotos das categorias de base do clube no time vice-campeão. Parabéns a diretoria e a molecada que mostraram personalidade.
Lance na área do São Miguel no jogo (veteranos) contra o Estrela
Fernandinho (16 - Transcarvalho) encara Zequinha do Vila Nova
Luizinho, Dil e Tó
Vila Nova - São Miguel Arcanjo: vice na primeira divisão
Veteranos do Estrela Futebol Clube
No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

PUBLICIDADE