Silvano Alves é destaque no Fantástico



Brasileiro fatura mais de R$ 3 milhões como rei das arenas de rodeio
Silvano Alves nasceu em Pilar do Sul, interior de SP. Só no domingo passado, recebeu mais de R$ 1,7 milhão ao conquistar o campeonato mundial de montaria.


Um sujeito de aparência tranquila. Fica difícil acreditar que esse homem, para viver, enfrenta grandes desafios, daqueles pesados mesmo. E é um vitorioso. Homem de coragem e fé.

“Pedir a Deus que não aconteça nada e faz o serviço seu”, diz o peão Silvano Alves.

O serviço dele é esse aí: peão de rodeio. Pelo menos é rápido, dura só oito segundos.

“Todo mundo fala, oito segundos é um estalinho, mas quando você está lá em cima, é uma eternidade”, diz Silvano.

Silvano Alves tem 23 anos, 1,80 m e 79 quilos. Atualmente é o terror das arenas de rodeio.

Domingo passado, em Las Vegas, nos Estados Unidos, ele venceu o campeonato mundial de montaria em touros. Ganhou o título e US$ 1 milhão, pouco mais de R$ 1,7 milhão. Para conquistar o título, foi preciso participar de 30 rodeiros e montar 110 touros gigantes.

No Brasil, Silvano, além de prêmios em dinheiro, já ganhou 24 motos e seis carros. “Sempre tinha vontade de chegar, de montar bem, de ser um peão bom, mas nunca na minha vida eu achava que eu virar um tipo, como diz, como sou hoje, um campeão mundial”, afirma Silvano.

Atualmente, Silvano passa boa parte do tempo em Las Vegas, onde comprou um rancho. E aí começa um novo desafio: dominar o inglês. “Já falo mais devagar, com gestos, mas sempre ele quer nos ajudar a aprender assim”, diz.

Em casa, no interior de São Paulo, Silvano só quer mesmo saber de curtir os filhos: Eduardo, de 3 meses, e Ranielle, de 2 anos.

Longe das arenas nos Estados Unidos, longe das montarias, Silvano vai para o sítio do avô dele, em Pilar do Sul para descansar. Foi justamente lá que tudo começou. Mas quando ele tinha 3, 4 anos, claro, nem imaginava que um dia iria montar nuns touros pesados.

Ele era bem mais modesto. Começou montando nos carneirinhos do sítio. Em uma foto de 1990 ele aparece montado no cabrito. “Para você ver, desde novinho já gostava. Já estava montado até no cabrito”, lembra Silvano.

“Disso aqui foi como ele só brincava muito, foi só trocado por outro maiorzinho, e assim foi indo”, conta a mãe de Silvano, Ângela Góis.

É no sítio do avô que toda a família se reúne. Gente que viu Silvano crescer e incentivou o rapaz a se aventurar no mundo do rodeio.

“Ele montava escondido, eu nunca tinha visto ele montar. Aí tinha um tourinho lá, um boizinho preto, ele montou eu peguei e aí caiu o meu queixo”, cona o pai de Silvano ???.

“A gente sabia que ele era cavalheiro, mas não nesse ponto que chegou. Virou herói para a família”, orgulha-se Lázaro Vieira, avô de Silvano.

Com uma ajudinha do pai, lá vai a Ranielle cheia de confiança. E segue os passos do peão. “Ela gosta. Então se gosta, fazer o quê? Tem que deixar”, conta a mulher de Silvano, Evelin Góes.

Silvano virou herói também quem vive em Pilar do Sul. Na cidade de 26 mil moradores, ele é uma celebridade. Na sexta-feira, Silvano teve direto até a desfile em carro aberto e ao som de música de campeão.

“Tão jovem, com 23 anos. E já trazendo tanto orgulho para a nossa cidade, que é tão pequena”, diz Sônia Domingues, secretária de Educação de Pilar do Sul.

“Hoje Pilar é a capital do mundo do rodeio, tendo um pilarense como campeão do mundo”, comemora o morador Ivan Bueno.

À noite, entre as estrelas de Pilar do Sul, lá estava ele brilhando mais uma vez. “Vou continuar fazendo tudo que posso para o povo dessa cidade e vocês todos”, agrade Silvano, emocionado.

Silvano Alves fica de férias até o dia 2 de janeiro. E até lá, montaria, só a cavalo, e de preferência naqueles bem mansinhos.

Fonte: Fantástico TV Globo
No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

5 comentários:

Mineira de Pilar disse...

Oi Sergin.

Se sabi qui eu quandu era jovizin lá in Camundongu du Norti, lá para frente de Belrizonti uns 800 kilometrus namorei um moçu assim iguar essi qui ganho us milhão i que gustava di munta nos boi tamem. Eli ganho quinhentus cruzero e um trofer iguar oro. Noi fiquemo mai tão cuntenti que na primera missa qui tevi lá noi fomo odi apresenta o trofer para comunidadi como forma di agradece a nosso sinhor Jesus Cristo i a Nossa Senhora pela intercessão. mai foi lindu Sergin.

Mai dispoi eli foi imbora pra Barretu i eu acabei cunhecendu o Coroner e aí já viu né. Mai as veis eu munto ainda sô!!!

A turmin da arena qui munta nos boi reza bunito naquela ora da presentação mai eu num veju nenhum delis nas missa qui eu vô i oi qui eu vo nas missa di quai todas as igreja.
Se já sabi né, véia de 96 anus tem que anda atrai de reza memo senão num tem força pra modi aguenta a vida sofrida qui noi leva. Mai agarantu qui si pedi capai du padre inté marca uma missa especiar presse moçu. Oi, maior qui as cunquista é o amor di Deus.

BRação pru ceis tudo e parabens pro Sirvaninho.

Agora só farta aprende a falar em ingreis, mai vai ser facin facin modi que quem tem fala di caipira iguar noi memu já é meio ingreis memu.

marbrizolla disse...

Parabéns,SILVANO ALVES!!!!É meu rapaz, hoje seu nome será escrito com destaque, afinal você é uma celebridade.Continue com essa simplicidade,conservando sempre a sua "essência",e que Deus ilumine o seu caminho sempre...

Quanto ao comentário da Mineira de Pilar, gostaria de dizer que muitas vezes, uma oração feita com "fervor",com fé, seja ela numa arena ou numa igreja, tem o mesmo valor para Deus, pois ele lê os corações e sabe que tem muitos que frequentam sua "casa" mas agem de maneira totalmente contrária a Sua vontade...Esses sim devem levar um "puxão de orelha", não é mesmo?????

Mineira de Pilar disse...

Oi Mara Brosola.

Se mi discurpi viu mai o que o cê falô é coisa di quem num ta liganu pra coisa di Deus.

Imagine sosse qui tá cum fio e netin lá no esterior quasi morri di sardade i inté vai lá ve o danadin qui si foi. Magine si o ce fica só nas internet queli. É a mema coisa? Num é muié. Se foi essis dia memu lá ve elis num foi memu?

A Igreja é iguar a casa di nossus pais,avós ou nossus fio qui mora fora.
Pur mai qui a genti ligui todus dia, pensi todo dia num é sinar di amor totar.
Noi num tem qui visita di veis in quanu, dá um bejo gustoso, um abraçu, xorá nu colo, cume da cumidin qui só elis sabi fazê. Num é bão memu.
Oi Marbrozolo, eu to cum 96 anus e gostu pur di mais so quanu meus bisnetin vem cá cumigo cunta as cois pra eu e pra mordi mi pidi pra faze paçoca e doce a abrobra moranga.

A minha fia tem 72 anus e sempri qui tem uns probrema vem cá cumigu pra mordi dispeja as fala i pedi cunseio.
Assim é a igreja e assim é nossu Deus Pai.
Reza é obrigação? Num é não. É necessidadi.
Reza só pra pedi proteção aí as parte tá desiguar. Tem sim é qui i na igreja, chegá juntin di Deus, ajoeiá, pidi mai agradece tamém.

Mustra pra tudo mundo qui noi é fio di Deus i qui tem orguio di sê fio di Deus e protegido por Nossa Sinhora, a Mãe qui Deus nossu Pai acho qui deveria ser a mãe qui daria a luiz a Cristo. a Mãe qui Deus iscoieu para ser a Mãe das Mães.
Se ta mar di catecismo Marbrozola.

Na sua iscola num tem insino religioso? Oi qui eu tamém num tenhu visto ocê na igreja fai mai di uns vinte anus tamém. I oi qui eu carreguei ce nu colo i o ce num sabi dissu. Se pede bemça ainda pra madrinha?
Se dá bença prus netin seu o num insino isso preles.

Num precisa responde não fia mordi qui eu sei qui o cê é genti boa pur dimai e é uma boa vó mai pense se ocê passa uns deiz anus sem vê aquela coisinha fofa qui ta lá no exterior. Sabi eu,.... discurpi mai to até chorani aqui inquantu iscrevu modi qua tamém to cum sardadi dus meu lá.

As vei noi faiz cada cois em pubrico mai na ora di demonstra o amor qui noi senti por Deus noi si iscondi dabaxo da cuberta e ainda reza iscondidu di quem ta du nossu lado. As veis agenti grita cas pessoa pur nada mai pra fala Deus os abençoe noi num fala nada di vergonha.
As vei noi pedi todo dia pra Deus nus dá as coisa i na hora di agradece noi num si alembra.

As veis no perigo noi grita Nossa Sinhora, Jesus Cristin mi ajude, Ai meu Deus, mai na hora di ir na igreja pra todo mundo ve qui noi é dele, por Ele, e cum Ele a genti fala qui reza im casa é a mema coisa. Num é não fia?

Qui Deus nossu Pai eterno, o poderoso e bondoso, uno e santo, Pai dus Pai, criador do Céu e da Terra, o verdadero, o único Deus de todas as nações,aqueli qui nus criou i qui nos Deu a vida, abençoe a vida do Silvaninho para qui elei vença sempre na vida poi merece pelo seu talentu, honestidadi, força e devoção ao isporti. Mai qui Deus tamém abençoe a todos nois, ao Sergin e a ocê Marbrozola pra que o cê tenha o dom da Sabedoria e do entendimento das coisa di Deus.
Oi, to parecenu padre. Da qui a poco seus vão acha que a minera é o padre Marquin lá da Patagonia. Mai na verdadi aqui é essa veia memu di 96 anus qui si acha no direito de insina os mai novo. Bração sergin.

Mineira de Pilar disse...

Oi Marbrozola.

Tava eu aqui pensanu num coisin qui ocê falo i sabi qui eu cuncordu só numa partinha viu.

Tem pur dimais pessoa qui vai na igreja pra mordi repara nas pessoa i isqueci da vredadera intenção. Sai metenu o pau, ai discurpi fala assim mai eu so bocuda memu, metenu o pau nas pessoa de bem, nos trabaiadô, naquelis qui vai le na frente mai qui é meio fraquin di leietura.

Eu fiquei pu di mai arretada como diz o baianin qui iscreveu otro dia aqui, fiquei braba memu cum uma professora grandona qui num farta na missa. Um homi bão di mai como pessoa foi ler e num é qui ele é meio fraquin das leitura i a professora fico tiranu sarru deli so. I oi qui toda veis qui ela senta perto di noi é amema coisa Marbrozola.
Como eu so veia e possu fala eu puchei as oreia dela e falei prela qui si ela tava tiranu sarru qui fosse le lá intão. Sabi qui ela falo? Tenho vergonha di microfone!!!
Cagona veia, professora a mai de vinte anu e tem vergonha di le na igreja mai na secretaria di educação si pedi ela vai fala.

Mai oração cum fervor num é missa e num tem valor iguar não pois num tem o entendimentu da palavra e nem eucaristia.

Bamu cumigo na missa agora dumingu?
Ce iscoi em qui igreja noi vai. Tem cedo e di noite na matriz i a noite na Nova Pilar. Par mim qui so veia no centru di noite é mior senão tenhu qui pedi pru meu genru mi leva di fusca. Otro dia vi um casarzinho bunitin lá na missa i mi falaru qui era seu fio ca noiva. Oo mulque bunito sô. Qui zoião verdi qui eli tem hein? I vai sempri na missa,coisim mai lindim,dei até um bejin nos doi, agora só farta leva a mãe.

Bração pro ceis tudo.

marbrizolla disse...

O tema mais complexo de se discutir é religião. Cada um tem, ou não, a sua. Exatamente por isso existe o livre arbítrio...Quem fez a escolha certa ou errada, só Ele poderá julgar...Quanto ao comentário que tenho um neto no exterior, gostaria de esclarecer que não tenho( pelo menos por enquanto). E quanto ao comentário de que meu filho caçula, de olhos verdes, frequenta a missa, gostaria de dizer que ele é um rapaz muito bom, mas não só por que vai à missa, mas também por tentar agir corretamente no seu cotidiano...Discutir religião, é assunto para uma vida...abraços a todos.

Postar um comentário

PUBLICIDADE