Entrevista especial: Ana Laura, uma pilarense jogadora profissional de voleibol

Reportagem: BLOG DO SÉRGIO SANTOS

Determinada e persistente. Assim podemos definir Ana Laura Diniz Oliveira. “Não jogo por jogar. É o meu trabalho. Meus principais objetivos são terminar a faculdade e disputar uma Liga Nacional de Voleibol, ou jogar no exterior” disse a atleta que deixou Pilar do Sul, quando tinha apenas 14 anos, e partiu em busca de seus objetivos e que dedica o sucesso à família. “O apoio dos meus pais, da minha irmã, foram fundamentais. Eles me deram um voto de confiança e sempre estiveram ao meu lado, além de terem se sacrificado para me levar para treinar em Barueri”, disse. “Eu só tenho que agradecer o apoio deles”.

Apesar de demonstrar tanta experiência e maturidade, Ana Laura Diniz Oliveira tem apenas 19 anos (fará 20 anos no próximo dia 10 de março). É pilarense filha de José Roberto Proença de Oliveira, o Betão Eletricista, e Claudete Urias Diniz Oliveira e é irmã da Frabízia Diniz.

Ana Laura é jogadora profissional de voleibol e atua no IESB/Preve/Semel/Luso de Bauru onde vai para a sua segunda temporada. Ela chegou a equipe no início de 2011, depois de uma temporada no Londrina-PR (2010) e quatro temporadas no Barueri (2006/2009).

Ana Laura
A jogadora foi revelada nas quadras de Pilar do Sul pelo professor Valter “Kiko” Maciel, onde começou a treinar na escolinha de voleibol da SELJ quando tinha apenas 8 anos, no ano 2000. “Kiko foi quem deu início nessa história”, disse Ana Laura. “Devo muito a ele pela minha carreira”, completou.

“Desde pequena eu percebi o talento dela... ela se destacava das outras meninas. Era disciplinada e dedicada”, disse Kiko. Ele contou que incentivava os pais a levar Ana Laura para realizar testes em equipes da capital, mas foi depois de um jogo em Campinas que os pais dela se convenceram. “Pegamos o campeão da Liga de Campinas e metemos 3 a 0, lá. A Ana jogou muito, mas muito mesmo”. Kiko contou que Ana Laura fez testes em diversas equipes e passou em todas as peneiras e, em conjunto com a família, optaram por Barueri, em 2006. Um fator fundamental, disse Kiko, foi o apoio dos pais. “Tem minha parte, tem o dom dela, mas o apoio da família foi fundamental”.

No primeiro ano, Ana Laura viajava quatro vezes por semana para treinar em Barueri. “Era cansativo. Eu estudava no Odilon (escola vereador Odilon Batista Jordão), no período da manhã, chegava em casa correndo e minha mãe pegava o carro e me levava para Barueri para chegar no treino às 14h”, disse. “Tinha vez que ela comia e se trocava dentro do carro, porque não dava tempo”, conta a mãe Claudete. “E quando tinha jogo então? Tinha que levar, lá ela pegava um ônibus para ir jogar e depois voltávamos de madrugada”, acrescentou Claudete, que disse estar muito feliz com o sucesso profissional e pessoal da filha. “Hoje, relembrando de tudo, agente vê que valeu a pena”, comemora.

Ana Laura admite que houve momentos que pensou em desistir, mas persistiu. “Eu cresci. Com 19 anos sou bem vivida. Tive que apreender a me virar, pra seguir a vida”. “Eu amo voleibol. É a minha vida. Dos meus 20 anos, 12 foram jogando voleibol. Através do voleibol conheço quase todo o Paraná e São Paulo. Viajei muito, conheci muitos lugares diferentes”, declara a atleta.

Fabrízia, Ana Laura e Caludete
À partir do segundo ano (2007) a atleta passou a morar e estudar em Barueri, onde ficou até o final de 2009, já que a equipe só trabalhava com categorias sub-18 (infanto-juvenil). Em 2010 aceitou uma proposta do Londrina/Unifil/Sercomtel, onde jogou (nas categorias juvenil e adulto) e estudou engenharia civil por um ano. No início de 2011 veio o convite de Bauru. Com uma proposta vantajosa, e a possibilidade de voltar para São Paulo e ficar mais próximo da família, Ana Laura aceitou o convite. No ano passado ela disputou por duas categorias da equipe, juvenil e adulto. Este ano ela jogará apenas na categoria adulo em campeonatos regionais, paulista, jogos regionais e abertos.

Mas, pensando no futuro, Ana Laura não descuida dos estudos e ressalta que é importante o atleta ter uma segunda opção profissional, já que a carreira do atleta é curta e instável. Ela terminou o ensino fundamental na escola Odilon. Em Barueri concluiu o ensino médio e, paralelamente, fez um curso técnico em logística. Em Londrina estudou engenharia, mas desistiu para ir para Bauru onde faz o curso superior em design. Em Bauru, além da bolsa de estudo na faculdade, Ana Laura tem moradia e alimentação, bancados pelo clube, além de salário e acompanhamento médico e fisioterápico total.

Ontem, dia 24 de fevereiro, a reportagem do BSS, em parceria com a equipe da Click Foccus Fotografias, passou a tarde com Ana Laura, que nos recebeu em sua residência, para a entrevista. Orgulhosa, mostrou os troféus e medalhas de tantos campeonatos que ganhou. Entre eles, ela destaca os mais importantes como campeã paranaense adulto (e vice no juvenil), campeã dos jogos regionais e abertos do estado do Paraná (todos em 2010) e campeã dos jogos regionais e abertos do estado de São Paulo, em 2011, além de conquistar o “Troféu Amiga do Vôlei 2011”, atleta revelação 2005 e melhor atleta de vôlei de praia, infantil, em 2005, entre tantas outras premiações e conquistas.

Kiko: primeiro treinador e incentivador de Ana Laura
Uma mostra de como a moça é determinada aconteceu em 2011. Ela ficou sem tomar refrigerante por um ano. A reportagem pediu que ela explicasse essa história: “Eu, por ser atleta, não posso exagerar no refrigerante, mas eu sou viciada em refrigerante. Assim, do nada, resolvi que ia ficar sem refri por um ano. Pra me dar apoio meu pai disse que ia ficar também. E cumprimos a promessa. Mas no dia 31 de dezembro passei a virada do ano abraçada com duas garrafas de 2 litros de coca-cola (risos)”, contou Ana Laura. O assunto foi comentado no perfil dela no Facebook, com muitas brincadeiras dos amigos e, claro, fotos dela abraçada com os refrigerantes.

Depois, fomos com Ana Laura até o ginásio de esportes de Pilar do Sul. “É muito bom voltar aqui, foi onde tudo começou, a base de tudo foi aqui”. No ginásio a atleta se reencontrou com Valter “Kiko” Maciel, primeiro treinador, e treinou com as demais jogadoras. Na equipe atual só resta uma atleta da sua época, a Laís de Moraes Proença, 19 anos. As duas jogaram juntas no Barueri por um ano (2008) e mantém a amizade até hoje. “A gente sempre conversa pela internet. Nas férias a gente se encontra para matar a saudade”, disse Ana Laura. Já Laís disse estar feliz com o sucesso da amiga. “Torço por ela. Ela é meu ídolo (risos e abraços)”, disse Laís que, assim como a amiga, também foi campeã dos jogos regionais (região de Sorocaba) e abertos sub-21 e foi eleita a melhor jogadora (infanto-juvenil) da Liga de Sorocaba, jogando pela cidade de Tatuí, em 2011.

Ana Laura e Laís
Com relação a falta de incentivo e apoio, que havia na aquela época e continua até agora, Ana Laura pede mais apoio e investimento dos governos e da iniciativa privada no esporte, principalmente nas modalidades de menor repercussão, como é o voleibol, como forma de tirar as crianças das ruas, de direcionar os jovens para um futuro de oportunidades, em que, é verdade, nem todos serão atletas profissionais, mas aprenderão disciplina, além de se envolverem em atividades saudáveis e conhecer pessoas e lugares que serão fundamentais para o futuro deles, assim como foi, e está sendo, para ela. “O esporte mudou a minha vida. Aprendi ser mais responsável, comunicativa, dedicada, fiz amigos e conheci muitas cidades, tudo graças ao esporte, além de apreender a cumprir ordens, ter disciplina, etc.".

Para encerrar a reportagem, Ana Laura deixou um conselho para os jovens: “Independente do seu sonho não dá pra desistir no primeiro problema. Nada é fácil na vida. Foi difícil pra mim também. Mas se você tem um sonho vale a pena lutar por ele”.

Ana Laura volta para Bauru neste domingo (26), depois das merecidas férias. Na segunda começa os treinamentos visando a temporada 2012 e a aulas na faculdade. Boa sorte a nossa atleta, nós ficaremos aqui, na sua torcida.

(Veja mais fotos no Blog Click Foccus Fotografias: http://clickfoccus.blogspot.com/)

Ana Laura, Kiko e demais jogadoras da equipe da SELJ/Pilar do Sul
Sergio Santos entrevistando Ana Laura
No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

5 comentários:

Loise Castanho disse...

Linda reportagem ... parabéns a atleta e principalmente por mostrar uma incrível humildade de lembrar aonde começou,e quem a descobriu, parabens ao Kiko pelo amor ao esporte e provar como o esporte pode dar muitos frutos!!!!!!Ana Laura vc é um exemplo para futuros atletas!!!!!!!parabens.
Loise

camilafcar disse...

Essa garota merece cada vez mais...Parabéns Ana!!!

Laís Moraes Proença disse...

Parabéns a Ana! Faço minhas as palavras dela de que precisamos de mais apoio ao esporte, que ele só trás benefícios para todos que têm o prazer de praticá-lo. E desejar muita sorte para ela que como já disse na reportagem sou sua fã Ana!:) beijooo Laís( não Taís)kkk

Tato Sewaybricker disse...

Muito legal acompanhar uma trajetória como essa, a Ana mereçe tudo de bom pois sempre foi muitocompetente e esforçada. Parabenizar tambem a sua familia que sempre esteve presente e não mediu esforços para seu sucesso e ao Kiko que sempre foi um revelador de talendo no Voleibol.

celia kawatsu disse...

Parabensss....Ana laura vc é uma guereira,tudo começou com os treino com o KIKO,turminha debora ,aline, lilian, luana e outras maisss...espero que os nossos governantes vejam o seu exemplo e de mais apoio ao VOLEY de pilar.

Postar um comentário

PUBLICIDADE