Artigo: Humanidade e preocupação com a vida

A cadela foi castrada e posta para doação.
Sueli Maita - Quando achamos que a humanidade esta perdida, que as pessoas não se preocupam com mais nada a sua volta, não estendem as mãos a quem grita por socorro, sentem dificuldades em ultrapassar as pequenas pedras que encontram pelo caminho da vida, presenciamos fatos que para nós voluntários protetores de animais, significam muito mais do que algumas pessoas que não amam os animais e se incomodam com o simples fato de um animal procurar abrigo e segurança num campo sagrado como um cemitério, achando que esse animal esta cavando buracos, outras pessoas estão levando água, comida, construindo um pequeno abrigo para que ele possa se proteger do sol e da chuva.

Uma cadela prenha abandonada no cemitério provavelmente foi chutada e acabou dando a luz a seus filhotes antes do tempo dentro de um bueiro, as pessoas que a tratavam diariamente, pediram ajuda a dois funcionários públicos que estavam próximos do local, José Carlos Gomes e Tadeu Bueno, esses dedicaram seu horário de almoço para tentar salvar essas vidas inocentes abrindo um buraco para poderem tirar a mamãe e seus filhotes, infelizmente, nenhum sobreviveu.

A imagem da mamãe com um de seus filhotes morto na boca andando de um lado para o outro chorando, foi de cortar o coração de quem ali estava no momento nos dando mais uma lição de vida, um animal não aceita o abandono e a perda da sua cria enquanto que nós humanos, jogamos nossos filhos no lixo.

A munícipe Gilmara Maria de Toledo Proença, pediu para que fizéssemos esse agradecimento aos dois funcionários públicos pela humanidade e carinho com que trataram a situação no momento, nós da APAASA – Associação Protetora dos Animais Anjos Sem Asas também queremos agradece-los e a todas as pessoas que nos vem ajudando sempre com doações de rações, remédios, aos veterinários Bruna, Vanessa, Gabriel e Anderson pelos serviços com tratamento, as pessoas que nos doam roupas para realizarmos nosso Bazar da Pechincha para arrecadação de fundos para tratamento com os animais de rua e aos voluntários que se dedicam incansavelmente a essa luta pelo amor e carinho e dizer:

COMO É BOM SABER QUE AINDA EXISTEM PESSOAS QUE SE PREOCUPAM COM A VIDA DE SERES INOCENTES. QUE DEUS OS ABENÇÕE SEMPRE.

Sueli Cano Maita, 
Funcionária pública e voluntária da APAASA
No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

1 comentários:

Sueli disse...

Valeu amigo Sérgio Santos, pessoalmente quero te agradecer de coração por todas as vezes que solicitei sua colaboração para publicação das matérias relacionadas aos animais, um jornalista que sabe a qualidade do seu trabalho e a credibilidade que passa para as pessoas que leem suas noticias, sabe o quanto é importante que materias como essa sejam divulgadas para que todos possam tomar conhecimento não só das coisas ruins que acontecem em sua cidade mas, que também temos noticias agradaveis e que fazem do nosso trabalho a realização de missão cumprida. Quero em nome da nossa associação, das pessoas que mesmo sem estarem ligadas à associação também fazem o serviço de proteção e de cuidados com os animais que vivem abandonados pelas ruas e jogados à própria sorte, te parabenizar e pedir para que você continue sempre sendo esse profissional competente e responsavel como sempre foi pois dessa forma, mesmo não agradando a todos como nós sempre gostariamos que assim fosse, pode ter certeza você será esse jornalista respeitado por todos.
Um grande abraço
Sueli Cano Maita
Membro da Associação Protetora dos Animais "Anjos sem Asas" (Pilar do Sul)

Postar um comentário

PUBLICIDADE