Prefeita Janete Carvalho anuncia secretariado

Beto Jordão, José Francisco, Cristiano Batista, Edson Batista, Dalton Pagianotto, Angelo Paiotti, Janete Carvalho, Renata Carvalho, Juarez Rodrigues, Marquinhos, Antonio Nunes e Miguel Tavares. (Clique para ampliar).
A prefeita eleita de Pilar do Sul Janete Carvalho (PSDB), que tomará posse nesta terça-feira (01), divulgou na tarde desta segunda-feira (31) a sua equipe de secretários para iniciar a sua administração.

Janete anunciou que pretende fazer uma reforma administrativa, quando deverá criar mais alguns cargos e, talvez, secretarias. "Nós iniciaremos os trabalhos com essa equipe, com os cargos que temos disponíveis, mas em breve iremos propor à câmara uma reforma administrativa para adequar a administração", disse Janete.

Segunda a prefeita, a estrutura administrativa da prefeitura está deficitária, principalmente depois da extinção, pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, no ano passado, de 22 cargos de chefes.

Janete observa que com o crescimento do orçamento, que saltou de cerca de R$ 18,8 milhões, em 2004, para cerca de R$ 44,2 milhões, em 2011, a prefeitura cresceu, assim como a quantidade funcionários públicos, enquanto que a equipe administrativa, os cargos comissionados e de confiança do prefeito(a), diminuiu. "É difícil tocar a máquina administrativa com tão poucos cargos de comando", avaliou a prefeita.

Na avaliação da prefeita, os cargos extintos pelo TJ, e apontados há mais de três anos pelo Tribunal de Contas, careciam de atribuições corretas e concorda que alguns deles eram desnecessários, mas que outros são imprescindíveis para o bom andamento dos trabalhos administrativos.

Janete disse que sua equipe já está trabalhando na elaboração de um projeto, em conformidade com a legislação em vigor, que deverá ser encaminhado para a apreciação dos vereadores no começo do ano.

A posse da prefeita Janete Pedrina de Carvalho Paes (PSDB), do vice-prefeito Angelo Paiotti (PTB) e dos 11 vereadores eleitos para o quadriênio 2013 à 2016 acontecerá neste terça-feira, dia 1º de Janeiro, às 10h, no Centro Comunitário.

Confira a lista dos 11 secretários:

- Gabinete, Segurança Pública e Trânsito: Maurício José Paes.

- Negócios Jurídicos e Tributários: Dr. Juarez Márcio Rodrigues.

- Administração e Recursos Humanos: Cristiano Donizete Batista.

- Finanças, Planejamento e Patrimônio: Dr. José Francisco de Almeida.

- Urbanismo e Desenvolvimento Econômico: Edson Batista.

- Educação: Eloisa Renata Lacerda Carvalho.

- Cultura e Turismo: Miguel Francisco Castanho Tavares.

- Desenvolvimento e Integração Social: Robertson Magalhães Jordão.

- Esportes, Lazer e Juventude: Marcos Roberto Nogueira Pinto.

- Saúde e Bem Estar: Dr. Dalton Fernando Pagianotto

- Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente: Antonio Nunes dos Santos.

Roseli e o esposo Angelo Paiotti, Janete Carvalho e o esposo Maurício / Foto: Carlos Jaca.
No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

9 comentários:

Juliana disse...

Parabéns aos eleitos.
Mostraram que são bons políticos.
Agora é hora de arregaçar as mangas e mostrar que são bons administradores.
Ser bom político é apenas uma parte de ser um bom adminsitrador.
Que Deus abençoe e ilumine a todos com saúde e disposição para que façam o melhor por Pilar do Sul.

Samuel Moura disse...

tenho uma ligeira impressão que já vi este filme antes.... tomara que eu esteja enganado, pois se eu não estiver já sei até o final

jardim ipé em peso disse...

tenho a mesma impressão estamos a deus dará rsrs a saúde agora sim vai ficar uma beleza pensar que é só o primeiro ano de 4 ,é kem sabe da proxima o povo aprenda a dar valor .

Renove.com disse...

Como se diz, um ditado muito adequado, neste caso.
Mudou a roupa mas, a noiva é a mesma... Ou seja é mais do mesmo...

O cidadão disse...

Pessoal, que desânimo, tem muita coisa nova sim...vai dar certo, tenham fé...que coisa...não sabem que as melhores conquistas nascem primeiro no coração de alguém pra depois se tornarem realidade, queiram o bem e ele virá...não é mais momento de disputas políticas e coisas do tipo, isso ficou pra trás. Tenho certeza que essa equipe está empenhada em fazer o melhor, porém, ainda é o quarto dia útil do governo, tenhamos esperança, pelo amor de Deus, eles vão conseguir melhorar nossa cidade! É isso que temos que pensar e querer. Se desde já todos desanimarem, o que será de nós. Eles não tem a verdade nas mãos, mas estão lá. Dando a cara a tapa. Vamos dar um voto de confiança, ou melhor, mais de um, só erra que tenta. Quem nada faz não erra, mas não faz, então, de nada adianta.

Pilarense_politizado disse...

Já começou errado. Nomeou o esposo como Secretário, em total desconformidade com a súmula nº 13 do STF!!!!

Sergio Santos disse...

O NEPOTISMO SOB A ÓTICA DA SÚMULA VINCULANTE Nº 13 DO STF:
CRÍTICAS E PROPOSIÇÕES

Leia: http://www.oab.org.br/editora/revista/revista_07/anexos/sumula_vinculante_nro13.pdf

"... Em relação aos cargos de Secretário e Ministros, cumpre asseverar que (...) seus titulares estão excluídos do âmbito de incidência da Súmula Vinculante nº 13 do STF, pois são agentes políticos. Nesse sentido, pronunciou-se o Presidente do STF, Ministro Gilmar Mendes, em entrevista concedida à Rádio Justiça: “Haveria a exceção de cargos políticos, nas funções de secretários municipais, de Estado ou ministros do Executivo. Em princípio, o tribunal disse que essa é uma função política que não estaria submetida ao critério”..."

Nomeações de ministro de estado, secretários estaduais e municipais, não são atingidos pela Súmula vinculante 13.

Pilarense_politizado disse...

Caro Sérgio,
Trata-se de construção jurisprudencial.
Lembro-me bem o extenso debate a respeito do tema, no Plenário do STF, quando da votação do RE 579.951. À época, o ministro Carlos Brito apresentou divergência no voto do Relator Ministro Ricardo Lewandowski, ao entender que o inciso V, do art. 37, da CF não se aplicaria aos agentes políticos, tal como é um Secretário Municipal.
É preciso se atentar ao debate para uma melhor análise dos fundamentos que levaram a essa conclusão, tal como as ponderações levantadas pelos ministros Lewandowski e Carmen Lúcia, referentes à análise do caso concreto, a partir das fls. 1924 do voto supracitado.
De qualquer forma, confesso que a jurisprudência é quase pacífica nesse sentido, não proibindo tal nomeação. Nisso você tem razão.
Parabéns pelo blog! Não sou partidário, mas quero o bem do nosso município, a fim de que os princípios da moralidade, impessoalidade, isonomia e transparência sejam cumpridos.
Continuarei de OLHO!

marbrizolla disse...

Senti falta de mais mulheres no "secretariado" escolhido.Mas...

Postar um comentário

PUBLICIDADE