Polícia encontra motorista do Fusca que caiu da ponte estreita no Rio Pinhal

Fusca sendo resgatado / Foto: Sérgio Santos/BSS.
O condutor de um VW Fusca perdeu o controle do veículo e caiu dentro do Rio Pinhal (leia aqui), no Bairro do Pinhalzinho. Testemunhas viram o acidente, que aconteceu no início da noite deste domingo (22),  e acionaram a Polícia Militar. 

O acidente mobilizou três viaturas do Corpo de Bombeiros, uma delas de resgate UTI, com oito bombeiros e mergulhadores, viaturas da PM, do setor de trânsito e da prefeitura.

O resgate foi dramático, dificultado pela chuva e a cheia do rio, que naturalmente já tem suas águas turvas, e durou mais de cinco horas até que os mergulhadores encontrassem o carro, a cerca de 30 metros da ponte.

Para surpresa de todos dentro do carro não havia ninguém. A hipótese era que a vítima tivesse sido lançada para fora do veículo e levado pelas águas do rio.

Mas, um fato intrigava os policiais e socorristas: nenhum familiar apareceu para reclamar o sumiço do motorista.

Quando o Fusca foi içado para fora do rio, uma testemunha reconheceu o veículo e apontou onde o proprietário morava, em uma granja, próximo ao local.

Os soldados da PM, Catarina e Donizete, foram ao local e localizaram o motorista, que estava bem tranquilo em casa, são e salvo.

Para surpresa dos policiais, o homem era o mesmo que há seis meses atrás, embriagado e sem habilitação, capotou um veículo VW Voyage no mesmo local (leia aqui). Na ocasião, ele foi preso em flagrante e passou três dias na cadeia.

Marcos Donizete Machado Garcia, 34 anos, que trabalha e mora na granja, disse que voltava da cidade quando o veículo apresentou uma pane no sistema de freio. Para não bater em um veículo, que vinha no sentido contrário, disse que jogou o carro no acostamento, perdeu o controle, bateu nos pilares da ponte e caiu dentro do rio.

O motorista contou aos policiais que o veículo foi arrastado pela correnteza, mas ele conseguiu abrir a porta e nadar até a margem do rio e se salvar. Como não é habilitado, e já responde a processo por conta do outro acidente, ocorrido no dia 19 de março de 2013, Marcos decidiu fugir.

Marcos disse que da sua residência ouvia a mobilização dos bombeiros, mas que não se apresentou com medo de ser preso.

Conduzido ao destacamento da PM, Marcos foi autuado pelo acidente, por dirigir sem habilitação e o veículo recolhido ao pátio do guincho. Depois, ele foi liberado.

O trânsito ficou interditado e causou muito transtorno aos motoristas. Um ônibus da Viação Cometa, vindo de São Paulo, com destino a São Miguel Arcanjo, ficou parado por quase 3 horas, esperando a liberação do tráfego para seguir viajem.

Ponte Estreita do Rio Pinhal / Foto: Sérgio Santos/BSS.
O resgate foi dramático e mobilizou as policias / Foto: Sérgio Santos/BSS.
Ponte Estreita do Rio Pinhal / Foto: Sérgio Santos/BSS.
Bombeiros e mergulhadores / Foto: Sérgio Santos/BSS.
O trânsito foi interditado e um ônibus da Cometa ficou parado no
local por quase 3 horas / Foto: Sérgio Santos/BSS.
O resgate foi dramático e durou cerca de 5 horas/ Foto: Sérgio Santos/BSS.
Fusca sendo resgatado / Foto: Sérgio Santos/BSS.
Fusca sendo resgatado / Foto: Sérgio Santos/BSS.

No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

2 comentários:

GUILLE disse...

PRAKABÁ MESMO HEIN PODERIA TER AVISADO A POLICIA Q NAO TINHA NINGUEM NO CARRO ASSIM ELES NAO PERDERIAM TEMPO PROCURANDO VITIMAS E DEIXANDO DE ATENDER QUEM PRECISA..................

Anônimo disse...

concordo com guille. acho que esse cara nao bate bem da cabeca

Postar um comentário

PUBLICIDADE