Quadrilha corta e furta toras de eucalipto de sítio em Piedade

Madeira cortada e pronta para ser levada do sítio.
FOTO: BOM DIA PIEDADE.
Uma nova modalidade de crime foi registrada em Piedade-SP e demostra que a ousadia dos bandidos não tem limites. Um sítio de 10 alqueires no Bairro do Douradinho, zona rural do município, teve um número incalculável de pés de eucaliptos furtados e outros tantos que foram cortados e empilhados.

Ao chegar ao sítio no último domingo (05), a vítima, que reside em São Paulo, descobriu que a propriedade, localizada no quilômetro 122,5 da Rodovia José de Carvalho (SP-250), vinha sendo furtada havia algum tempo e ficou perplexo com a quantidade de árvores de eucalipto que haviam sido cortadas e retiradas do local. Além disso, haviam pilhas de madeiras já cortadas, em pequenas toras, e prontas para serem retiradas do local.

A quadrilha ainda teve o cuidado de deixar uma faixa de árvores sem cortar para impedir que quem passasse pela rodovia percebessem a ação deles.

Segundo o site “Bom Dia Piedade”, árvores nativas com mais de 50 anos também foram cortadas e furtadas pelos ladrões e que a quantidade de madeira furtada é tão grande que a vítima não soube mensurar quanto foi furtado do local.

A ocorrência foi registrada na delegacia e a Polícia Civil trabalha na apuração do caso.

Veja a notícia completa clicando aqui.

Share on Google Plus

About Sergio Santos

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

5 comentários:

  1. Onde este mundo vai parar, em vez de arrumar um emprego esses marginais só pensam eu roubar, furtar ...

    ResponderExcluir
  2. A informação não é bem essa, portanto o responsavel pelo blog deveria ter mais cuidado em colocar certas noticias, pois, o sitio não é mais da pessoa que fez a denuncia, a mesma ja havia vendido tal terreno, e só estava para vencer o ultimo cheque a qual irá receber.

    ResponderExcluir
  3. Sérgio Santos, do Céu!
    Tira essa notícia mentirosa, não sei quem é sua fonte, mais quem te passou informou errado.
    São conhecidos meus, pessoas idôneas, que tem contrato de compra da área para extração. Não há marginais, como o comentário anônimo fez, e sim trabalhadores!
    Pelo amor de Deus, ratifica essa notícia antes que você tome um processo!

    ResponderExcluir
  4. Caro João Leonardo...

    A fonte da informação é o site "Bom Dia Piedade", do compentente jornalista André Gomes, profissional com larga experiência e que goza de enorme credibilidade em Piedade, que por sua vez colheu a informação com a POLÍCIA.

    A informação consta de um documento público chamado "BOLETIM DE OCORRÊNCIA", sabe o que é isso?

    De fato, o caso esta bastante nebuloso e cheio de controvérsias, mas se há algum erro foi de quem fez a denúnica, o registro da ocorrência do furto. Nosso trabalho é apenas divulgar o que acontece. Apuração, investigação, inquérito, julgamento, etc. cabe a POLÍCIA e a JUSTIÇA.

    O jornalista André Gomes, do site "BOM DIA PIEDADE" está acompanhando o caso e ele me disse que hoje, na Delegacia de Piedade, aconteceram uma série de depoimento para apurar o caso.

    Assim que houver um esclarecimento do que realmente houve, será publciada a versão correta e o desfecho desse caso, sempre com base em DOCUMENTOS OFICIAIS obtidos de forma lícita na delegacia de polícia, junto a autoridade policial.

    Não sou amador, João Leonardo, nem comecei ontem nessa profissão. Tenho 30 anos experiência... Quem trabalha com jornalismo não pode ter medo de processo. E eu não tenho.

    E mais... não foi citado nome de ninguém na notícia.

    ResponderExcluir
  5. Ao ilustre Anônimo das 17:22...

    Eu, e nem o jornalista André Gomes, do site "Bom Dia Piedade", publicamos fofocas ou conversa de boteco... Tudo consta de um documento público chamado "BOLETIM DE OCORRÊNCIA", sabe o que é isso?, registrado na Delegacia de Polícia de Piedade.

    Não é obrigação do jornalista apurar o fato. Nosso serviço é divulgar o que acontece. Depois do caso apurado, quem estiver errado vai pagar pelo que fez, ou por uma acusação leviana. Quanto a nós (jornalista) apenas publicaremos o desfecho do caso.

    Não foi divulgado nome de ninguém na noticia. Tudo está sendo apurado (pela polícia).

    Agradeço, mas dispenso sua aula(?) de jornalismo... Tenho 30 anos de profissão.

    ResponderExcluir