Acusada de tentar matar ex-marido vai a Júri Popular nesta terça-feira

Juíza de Pilar do Sul Karina Jemengovac Perez/Foto: arquivo/BSS.
O Tribunal do Júri leva a julgamento nesta terça-feira (1º) Renata Ribeiro Bueno, 26 anos, acusada de tentar matar o ex-marido, Evaldo de Deus do Prado, 31, crime ocorrido no dia 24 de fevereiro do ano passado.

Como o Fórum de Pilar do Sul não possui plenário para julgamentos, a sessão do Tribunal do Júri será realizada no auditório da Câmara Municipal, a partir das 10h, e será presidida pela juíza Dra. Karina Jemengovac Perez. 

Segundo a denúncia, formulada pelo Ministério Público, através da promotora Dra. Luciana Abromovitch, a ré Renata Ribeiro Bueno foi até a residência do ex-marido, no Jardim Ipê, por volta das 6h da manhã e, armada com uma faca, aos gritos de “eu vou te matar seu vagabundo” passou a golpear a janela. Ao abrir a janela, o ex-marido foi golpeado com uma facada no peito. Com um cobertor o homem conseguiu dominar e desarmar a ex-mulher, que foi presa em flagrante por policiais militares. Além de Evaldo de Deus do Prado, a atual mulher dele, a sogra e quatro crianças estavam na residência, mas não se feriram.

Renata Ribeiro Bueno era ex-presidiária (leia aqui) e havia saído da cadeia de Franco da Rocha-SP, onde cumpriu pena pelo crime de tráfico de drogas, dois dias antes e teria ficado revoltada ao saber que o ex-amásio estava convivendo com outra mulher.

Renata Ribeiro Bueno foi denunciada por tentativa de homicídio e incursa nas penas previstas nos artigos 121, §2º, inciso II e 14, inciso II, ambos do Código Penal. Segundo a denúncia a ré agiu com propósito de matar, “não conseguindo consumar o crime por circunstâncias alheias à sua vontade”.

Através de seu advogado, Dr. José Carlos Bachir, a ré, que se encontra presa desde o dia dos fatos, renunciou ao direito de recorrer da sentença de pronúncia.

Renata Ribeiro Bueno / Foto: Flávio Garcia/Arquivo/BSS.
No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

3 comentários:

Anônimo disse...

A população em geral pode assistir o julgamento ?

Anônimo disse...

Pela fotografia dá pra ver que é bem simpática a cidadã...

Sergio Santos disse...

Pode sim, Anônimo... A sessão do Tribunal do Júri é pública e aberta a toda a população.

Postar um comentário

PUBLICIDADE