Cavalo morre carbonizado e caminhão é incendiado no Jardim Campestre

Cavalo vítima de crueldade / Foto: Orestes C. da Silva/Cortesia.
Um incêndio que, pelas características, pode ter sido criminoso, matou um cavalo na manhã desta segunda-feira (04) em um terreno na Rua Sebastião de Toledo, no Jardim Campestre. 

O cavalo estava dentro de uma baia que foi completamente incendiada. Sem ter como fugir do local o animal morreu carbonizado.

De acordo com o proprietário do cavalo, Moacir Donizete Antunes Proença, o incidente aconteceu por volta de 6h, já que um entregador de pães passou pelo local momentos antes e disse não ter visto nada de anormal.

Por volta de 6h30 o filho de Moacir foi alimentar o cavalo e quando chegou ao local, que fica a aproximadamente 100 metros da residência, encontrou a baia em chamas.

Eles ainda tentaram apagar o fogo, mas o animal não resistiu.

O cavalo tinha 5 anos e era da raça Manga Larga e tinha o preço avaliado em R$ 4 mil reais e estava com Moacir havia cerca de 10 meses.

“O valor não importa”, disse Moacir. “Poderia ser um gato, um cachorro, mas não se faz uma barbaridade dessas com qualquer animal”, desabafou. “Era um cavalo de sela, muito bom. A gente tinha um carinho muito grande por ele. Era meu companheiro e não consigo acreditar o que fizeram com ele”, disse.

Moacir Donizete Antunes Proença disse que não faz idéia de quem possa ter feito essa brutalidade com o animal, porque ele não tem inimigos. “Mas se foi alguma coisa contra mim podia me pegar, me bater, fazer o que quisesse comigo, mas com o animal não”, disse. “O meu desejo agora é saber quem fez isso, por que fez. Quero que a polícia investigue e descubra”, finalizou.

Peritos da Polícia Científica estiveram no local para investigar as causas do incêndio. O laudo deve ficar pronto até setembro.

Outro incêndio
O curioso dessa ocorrência é que o incêndio com o animal não foi um caso isolado. Horas antes, por volta de 0h30 a cerca de 100 metros do local, na mesma rua, um caminhão carregado de mexerica também foi atacado e incendiado. Por sorte o proprietário foi alertado a tempo e conseguiu apagar o fogo, ainda no seu início, que apenas danificou parte da carga. Ninguém se feriu.

As ocorrências foram registradas na Delegacia de Polícia e o SIG (Setor de Investigações Gerais) está investigando os casos e solicita a quem tiver qualquer informação que possa identificar o responsável, ou responsáveis, que denuncie pelos telefones 197 e 3478-5340. Não é necessário se identificar.
No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

1 comentários:

Anônimo disse...

sou moradora aqui do Bairro do chapadão e esse Domingo teve varios focos de incendio aqui no bairro,fica a pergumta como pode pegar fogo em varios lugares ao mesmo tempo ,só pode alguem ter colocado,alguem que não tem o que fazer como esse cavalo que culpa ele tem.

Postar um comentário

PUBLICIDADE