Dengue: Pilar do Sul tem 16 casos confirmados e cinco suspeitos da doença

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou a ocorrência de sete novos casos de dengue. Com isso, subiu para 16 os casos confirmados da doença em 2015 no município.

Dalton Pagianotto, secretário de saúde, informou na manhã deste sábado (28) que outras cinco pessoas são suspeitas de estarem contaminados com a doença e que a Secretaria de Saúde aguarda os resultados de exames para confirmar, ou não, a suspeita.

Dos 16 casos confirmados de dengue, 10 são importados e seis são autóctones, ou seja, foram contraídos dentro do município.

Em todos os casos de dengue a VISA realiza bloqueio no entorno das residências dos pacientes, bem como em seus locais de trabalho, com delimitação da área e de identificação e eliminação do foco do mosquito Aedes Aegypti.

Pagianotto informou ainda que, entre outras medidas que estão sendo implementadas pela Vigilância Sanitária (VISA) e pela Vigilância Epidemiológica (VE), a prefeitura está realizando uma ação de cata-treco nos bairros. O objetivo é recolher materiais e eliminar potenciais criadouros do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue e da Chikungunya.

A VISA pede a colaboração das pessoas para eliminar criadouros do mosquito e evitar a disseminação da doença, o que pode causar, como em outras cidades, uma epidemia.

Orientação
Célia de Toledo, enfermeira da Vigilância Epidemiológica (VE), orienta as pessoas que apresentarem os sintomas da doença a procurar imediatamente um Posto de Saúde, de preferência o Centro de Saúde Terezinha M. Arsila (Campo Grande).

“Se a pessoa nos procurar iremos fazer todos os procedimentos de análise, para verificar se é dengue, e encaminhar para a Santa Casa já com todas os procedimentos realizados, o que facilitará, e muito, o atendimento no hospital”, disse a enfermeira.

Célia Toledo ressalta que é importante o doente procurar o Posto de Saúde e notificar que tem a doença, mesmo que tenha sido contraída e tratada em outro município, para que a Vigilância Sanitária (VISA) possa fazer as ações de bloqueio e de eliminação de focos do mosquito, no em torno da residência da pessoa infectada, para evitar que outras pessoas sejam contaminadas.

Região
Sorocaba já registra mais de 25 mil casos de dengue e seis mortes confirmadas em 2015. Salto de Pirapora registrou quase 600 casos este ano.

Dengue
A dengue é transmitida através da picada do mosquito Aedes Aegypti, que deposita seus ovos em reservatórios de água limpa e parada, como pratos de vasos de planta, garrafas, pneus velhos e até mesmo pequenas tampas como as de garrafas de vidro e pet. Com as chuvas e as altas temperaturas do verão, o mosquito encontra seu habitat perfeito para reprodução. Os sintomas mais comuns da doença são febre, dores de cabeça e no corpo. Nos casos mais graves de dengue hemorrágica a expectativa de sobrevivência é mínima.

Chikungunya
Febre Chikungunya é uma doença parecida com a dengue, causada pelo vírus CHIKV, da família Togaviridae. Seu modo de transmissão é pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado e, menos comumente, pelo mosquito Aedes albopictus.

Seus sintomas são semelhantes aos da dengue: febre, mal-estar, dores pelo corpo, dor de cabeça, apatia e cansaço. Porém, a grande diferença da febre chikungunya está no seu acometimento das articulações: o vírus avança nas juntas dos pacientes e causa inflamações com fortes dores acompanhadas de inchaço, vermelhidão e calor local.


No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

7 comentários:

Anônimo disse...

Eu fui com alguns alunos quinta feira na sabesp perto da escola padre anchieta e, pegar a bola q caiu la e vi muitas agua parada la

Anônimo disse...

As escolas estão infestadas de pernilongos. Tiramos fotos (ampliadas) do pernilongo morto, com todas as características do mosquito da dengue, e, chamamos os agentes sanitários...qual foi a avaliação? Acho que sim, acho que não...etc,etc.Estamos numa epidemia séria e precisamos de providências urgentes...

Anônimo disse...

Acho q a vigilância deveria fazer uma varredura nas escolas por pelo menos uma vez por semana principalmente nas escolas infantil e nas creches afinal nossos filhos estudam e estão correndo um sério risco de serem contaminados pelo mosquito da dengue e as crianças abaixo de três anos pior ainda pois eles tem a imunidade baixa ainda então precisam de um cuidado maior !!

Anônimo disse...

Em casa faço pulverização com pinho sol diluído em água e dá bastante resultado. Eles matam pernilongos e mosquitos.

Anônimo disse...

Trabalho co pinturas e vj que na maioria das casas que contém Lajes as águas da chuva ficam paradas por vários dias tbm tem foco com certeza

Anônimo disse...

Na frente da escola rechinelly tem uma vala que foi feito para escoar a água que sai de uma mina
Está água forma poças de água bem na frente da escola e onde estuda muitas crianças e. Jovens
está água e limpa e um belo criadouro de foco da dengue
A anos está água corre a céu a aberto
Sérgio poderia tirar umas fotos e mostrar para autoridades para tomar providências.
E tem uns buracos feios Tb nas tampas de esgoto próximo a escola na calçada que vai pra ponte do Araújo
imagine uma crianças cair neste buracos tragédia anunciada

Anônimo disse...

Na entrada da cidade, tem um terreno abandonado, local onde foi um antigo lava rápido, mato enorme, banheira com água parada, sucata de carro, enfim, deve ser um criadouro para os mosquitos. ..

Postar um comentário

PUBLICIDADE