Pilar do Sul recebe comitiva de líderes florestais africanos e do Banco Mundial

Fotos: Letícia Almeida / AI / Prefeitura Pilar do Sul.
A Prefeitura Municipal de Pilar do Sul, através da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente (SEDRUMA), recebeu a visita da comitiva do Banco Mundial e de líderes florestais africanos, para conhecer os trabalhos realizados pelo Instituto Refloresta de Pilar do Sul.

O Banco Mundial trouxe ao Brasil dez líderes públicos e privados (cindo líderes de Moçambique e cinco líderes da Etiópia), entre os dias 23 e 28 de fevereiro, para uma visita técnica sobre florestas plantadas. O objetivo da visita é criar laços entre brasileiros e africanos na área florestal, assim atrair e incentivar pequenos e grandes investimentos florestais privados para suprir as indústrias e necessidades nacionais.

Na oportunidade engenheiro florestal e, também, secretário executivo do Refloresta, João Carlos Seiki Nagamura, fez uma apresentação abordando as linhas de atuação da organização que há 18 anos vem desenvolvendo trabalhos voltados para restauração, fomento florestal e educação ambiental.  

O Instituto Refloresta é uma ONG que acredita e trabalha para que árvores e florestas sejam reconhecidas e valorizadas como elementos fundamentais para a saúde, harmonia e prosperidade do planeta e seus habitantes.  O Viveiro Refloresta – Pilar do Sul vem atuando desde 2001 e hoje trabalha com uma capacidade anual de produção que chega a 1,2 milhões de mudas (incluindo espécies exóticas), ocupando uma área de aproximadamente 43 mil m².

Em visita ao viveiro florestal os visitantes puderam conhecer os processos de produção das mudas, no qual ficaram impressionados com a diversidade de espécies nativas da Mata Atlântica cultivadas em Pilar do Sul, além dos trabalhos de educação ambiental que são desenvolvidos no local.

Na segunda parte do dia, a comitiva visitou o Sitio Honda, do Secretário Municipal de Agricultura, Antônio Nunes dos Santos. A atividade gerou uma grande roda de conversa, em que os visitantes conheceram a história e experiências do produtor nas atividades florestais realizadas no sítio. O produtor respondeu diversas questões sobre métodos de produção, rendimento e retorno financeiro da atividade.

De acordo com os participantes muito do que foi visto em Pilar do Sul poderá servir de exemplo a ser aplicado em seus países para que as atividades de reflorestamento possam contribuir para atenuar a pobreza e contribuir para a inclusão social de produtores familiares na economia florestal, por meio de políticas públicas de regulamentações, extensões e incentivos ao fomento florestal, assim como parcerias público-privadas.

Texto e fotos: Letícia Almeida / Assessoria de Imprensa / Prefeitura Pilar do Sul



Prefeita Janete Carvalho participou da recepção a comitiva africana / Foto: Leticia Almeida/AI/PMPS.

No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

PUBLICIDADE