Estudante e engenheiro pilarense ganha prêmio no desafio Master of Code

Renato Rodrigues baseou seu novo projeto na experiência de seus pais, que são produtores rurais em Pilar do Sul

Bruno Lemos, Vinícius Neris, Pedro Góes e Renato Rodrigues / Foto: Bruno Lemos/Divulgação.
Nos dias 11 e 12 de abril foi realizada em São Paulo a etapa brasileira do desafio internacional Masters of Code patrocinado pela MasterCard, evento que já aconteceu em diversas cidades do mundo inteiro.

O desafio é chamado de Hackathon (Maratona de Hackers), que consiste em desenvolver em 24 horas um protótipo, software ou hardware, a partir de uma ideia pensada pelo próprio grupo reunido para criar o projeto em um único final de semana. No total 26 equipes que se inscreveram para disputar os dois prêmios principais.

Uma das equipes, formada por três alunos da USP (São Carlos) e por um aluno da UFSCar, conquistou um dos prêmios da competição, decidido por uma banca de jurados de peso.

Essa equipe foi formada por Bruno Lemos e Pedro Góes, alunos de Ciência da Computação, Vinícius Neris, aluno de Engenharia Mecânica, e Renato Rodrigues, aluno de Engenharia Ambiental na UFSCar e formado em Engenharia de Produção pela FACAMP.

A equipe já tem uma boa experiência desenvolvendo ideias de negócios em competições, sendo Bruno vencedor de outros prêmios de Hackathons, Pedro e Vinicius sócios no Grupo Trilha (criador do InEvent e salve!!) e Renato vencedor tanto do prêmio Fecomercio de sustentabilidade (leia aqui) e ganhador do título aluno do ano de 2015, aqui no Brasil, pelo site Britânico Aduzuna, como também finalista de outras competições.  

A ideia desenvolvida foi a Sollos, uma plataforma que conecta associações e cooperativas de alimentos orgânicos com os consumidores nas áreas urbanas. O intuito do projeto é aumentar o consumo de alimentos saudáveis pela população viabilizando isto através de um custo menor para o consumidor final e pagando um valor mais justo para o produtor.

A ideia partiu de Renato Rodrigues, cujos pais são produtores rurais em Pilar do Sul, no interior do estado, e também conhece a realidade desse mercado, onde produtos de qualidade são vendidos por um preço baixo em áreas rurais e consumidos por um preço extravagante nas grandes cidades.

Entre os jurados, a opinião foi favorável ao projeto, muitos inclusive perguntaram se a plataforma estaria disponível futuramente no mercado, dado o interesse que tem de possuírem maior contato com produtos sem aditivos químicos ou agrotóxicos.

O fato de a Sollos conectar não somente o consumidor com o produto orgânico, mas sim com a cooperativa produtora, revelando sua história, modo de produção e seus agricultores associados, atraem os consumidores pois mostram o benefício social que estão apoiando.

O prêmio foi de US$ 500 dólares para cada integrante da equipe. O grupo ainda não sabe qual será o futuro do projeto; que tem potencial, já que algumas pessoas revelaram interesse e preencheram o formulário para pedidos de alimentos orgânicos. (Texto: Vinicius Figueiro).

Contato:
Vinicius Neris
neris@grupotrilha.com.br
(16) 99992-9669

Renato Rodrigues
rodriguesrenato08@gmail.com
(19) 99443-0937


Masters of Code Brasil / Foto: Divulgação.

No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

1 comentários:

Anônimo disse...

PARABÉNS MOÇADA!! ISSO SIM ELEVA O NOME DA NOSSA PILAR DO SUL!!

Postar um comentário

PUBLICIDADE