Cavalo morre e duas pessoas ficam feridas em acidente na rodovia SP-264

Fotos: Sergio Santos.
Um cavalo morreu e duas pessoas ficaram feridas em um acidente envolvendo dois veículos na noite desta sexta-feira (14) no Km 117,5 da rodovia João Leme dos Santos (SP-264). O acidente aconteceu no trecho duplicado da SP-264, bem próximo a rotatória de acesso a Salto de Pirapora.

De acordo com o que apurou a Polícia Rodoviária, com os cabos Emerson e Fabiano, um veículo VW Voyage prata seguia sentido Salto/Sorocaba quando se deparou com cinco cavalos no meio da pista.

O condutor, de aproximadamente 30 anos, não conseguiu desviar e bateu em cheio contra um dos animais. O carro ficou bastante destruído. O condutor ficou ferido e foi socorrido em estado grave ao Pronto Socorro da Santa Casa. A passageira teve apenas ferimentos leves e também foi socorrida.

Outro veículo, um Chevrolet Corsa, que vinha logo atrás acabou colidindo contra o mesmo animal, mas os dois passageiros não se feriram.

O cavalo envolvido no acidente morreu no local. Os demais fugiram. Agora a Polícia vai apurar e identificar os seus proprietários para que eles possam ser responsabilizados pelo acidente.

Equipes da Guarda Municipal de Salto de Pirapora, com os guardas Daniel e Damião, e do DER, com Moisés, auxiliaram a Polícia Rodoviária sinalizando a rodovia que ficou parcialmente interditada, sendo liberada por volta de 22h30.

Lei prevê até cadeia para quem deixar animais soltos

Todos sabem o risco que representa animais soltos nas ruas e rodovias, principalmente os de grande porte, como equinos e bolvinos, que podem causar acidentes e até mortes. 

O proprietário de um animal que o deixa solto nas ruas e rodovias pode ser enquadrado no artigo 132 do Código Civil, por expor a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e risco iminente.

O proprietário irresponsável também pode ser enquadrado no artigo 31 do Código Penal, na Lei de Contravenções Penais, por “deixar em liberdade, confiar a guarda a pessoa inexperiente ou não guardar com a devida cautela animal perigoso”. Isso significa que, independentemente do animal, se ele demonstra esse perigo para terceiros, o proprietário pode responder por crime.

Já o artigo 31 do Decreto-lei 3.668 de 1941 diz que omissão de cautela na guarda ou condução de animais é uma contravenção penal sujeita a pena de prisão simples, de 10 dias a 2 meses, ou multa.




O cavalo não resistiu aos ferimentos e morreu no local / Fotos: Sergio Santos.

No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

3 comentários:

Anônimo disse...

Tem que punir os donos desses animais tadinhos deles alem de estarem soltos nas ruas ...ainda acabam morrendo...pobres animais...nao gosto de ver animais largados nas ruas eles sao tao indefesos coitados nao sabem de nada

Aline antunes de paula disse...

O difícil e encontrar quem e o dono bdo animal.

Anônimo disse...

Verdade nem todos sao homem ou mulher suficiente de assumir seus erros

Postar um comentário

PUBLICIDADE