Prefeitura vai leiloar hoje 38 lotes na Nova Pilar, Ipê, Pinheiro e Campestre

PUBLICADO EM 11/08 - EDITADO E ATUALIZADO EM 26/08 AS 9h30
Terreno de 363,95m² na Nova Pilar II é um dos lotes que serão vendidos / Foto: Divulgação.





Para ver as fotos dos lotes clique aqui
Para visualizar o edital completo clique aqui.

A Prefeitura Municipal de Pilar do Sul vai vender, por meio de leilão presencial e eletrônico, 38 lotes nos bairros Jardim Nova Pilar (I, II e III), Jardim Pinheiro, Jardim Ipê e Jardim Campestre.

O leilão público acontecerá nesta quinta-feira, 27 de agosto, a partir das 13h, no auditório da Secretaria de Educação e será realizado pelo leiloeiro público oficial Gilson Keniti Inumaru. Simultaneamente os interessados poderão ofertar lances pela internet através do site: www.leiloesjudiciais.com.br/sp, que transmitirá o pregão ao vivo.

Os lotes variam de 196m² a 1.044m², com lances mínimos que variam de R$ 40 mil a R$ 200 mil, podendo ser parcelados em até 12 pagamentos.

Outras informações podem obtidas no site do leiloeiro (aqui) ou pelo telefone 0800-707-9272.


Porque a prefeitura vai leiloar os lotes, quanto e onde será investido o dinheiro?

De acordo com a Secretaria de Negócios Jurídicos e Tributários, a prefeitura vai leiloar estes lotes porque a lei não permite doá-los.

São lotes comerciais, de alto valor agregado, a maioria de esquinas, que foram reservados, quando da criação desses loteamentos populares, para serem vendidos para instalação de comércios, como padaria, supermercados, lojas, etc., nesses bairros.

Outros objetivos da reserva desses lotes era o de instalar prédios públicos, como escolas, postos de saúde, etc., e de serem vendidos para que, com o dinheiro, fossem feitas melhorias nesses bairros, como asfalto, guias e sarjetas, áreas de lazer, etc., que já foram, em parte, realizadas.

Se vender todos os 38 lotes, a Prefeitura estima arrecadar algo em torno de R$ 3 milhões.

Do dinheiro arrecadado, 50% será utilizado para aquisição de uma área para implantação do novo parque industrial, 40% será investido em projetos habitacionais e 10% na aquisição de uma área para o aterro sanitário.

De acordo com a prefeitura, 40% do valor arrecadado poderá ser utilizado na aquisição de uma área para implantação de novo loteamento popular ou para implantar o projeto Minha Casa, Minha Vida, em parceria com o Governo Federal, por exemplo.


25 lotes serão vendidos no Jardim Nova Pilar / Foto: Arquivo / Sérgio Santos.

No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

14 comentários:

Anônimo disse...

Muito boa ideia, espero que os objetivos do Governo aconteçam, a cidade precisa mesmo desse tipo de iniciativa, os lotes da prefeitura não têm serventia nenhuma pro povo do jeito que está. Vamos torcer!

Anônimo disse...

Uma iniciativa boa seria tambem usar um desses terrenos da zona norte e construir uma sede para a PM para manter mais vigilada esta parte da cidade e assim estar mais cerca dos acontecomentos que vem ocorrendo últimamente en nossa cidade que e o caso dos muitos roubos a mao armada e proteger os cidadaes de bem. Fica a dica.

Anônimo disse...

Bom mesmo era terrenos e imoveis com toda a documentação necessaria devidamente em ordem pra poder acionar o programa da caixa pra financiamento total do imovel.
Com esses valores e dividido em apenas 12x a população de baixa renda não vai comprar nada.
E o rico cada vez fica mais rico

Anônimo disse...

sede pra PM sem policia?????? Adiantaria de quê ?? Zona industrial para dar lote para empresa pilarense ?? Só vai mudar a empresa de lugar sem gerar novos empregos ,e ainda ficar isentos de impostos por 10 anos ,legal né ???

Anônimo disse...

Me parece que o destacamento da polícia está no lugar certo, é tão longe da nova pilar quanto é do esperança ou do colinas...me parece que mais policiais melhoraria a questão

Anônimo disse...

Mas vieram varias empresas de fora só para dar calote em funcionarios e no comercio local, claro que vieram algumas boas, mas, o que tem de se fazer é acompanhar a regularidade fiscal e economica dessas empresas. "É um sonho é claro".

Anônimo disse...

Empresas de Pilar em local adequado e com infraestrutura estão proporcionando empregos aos cidadão pilarenses.
A maioria ( não todos) que vem de fora são aventureiros, usam de nossa infraestrutura, dão calote no comércio e nos empregados que contratam. Isto quando não trazem 80% de empregados de fora, depois despedem e estes ficam aqui em Pilar do Sul dependendo de nossa estrutura social e competindo com os trabalhadores daqui.
Vejam que as empresas de Pilar que mudaram para o distrito industrial estão gerando emprego sim. Melhor se informar melhor.

Anônimo disse...

Meu povo o sonho do pobre é ter uma casa fiquei alegre quando comecei a ler mais depois só tristeza essas coisas fazem para os ricos aumentar o patrimônio e os pobres como eu tem que ficar pagando aluguel para ele que são donos de tudo e não deixa espaços para povo pobre que Deus nos salve Socorro cade os loteamentos popular de antigamente

Anônimo disse...

Eu visitei todos os lotes, todos! Nenhum vale a matade do lance inicial, essa prefeitura ta de brincadeira!

Anônimo disse...

Boa tarde anônimo das 12:34. Também visitei os lotes. Respeito sua opinião, porém discordo. Hoje dificilmente encontramos lotes "legalizados" que custem menos que 70 mil. A realidade é dura pra gente, mas é essa! Acho que os preços (baseados no lance mínimo) estão bem dentro da realidade, até um pouco abaixo. Por outro lado, concordo com alguns de que a forma de pagamento (em 12x sem juros) dificulta muito pra possíveis interessados com mais baixo poder aquisitivo. Porém, eu creio que a Prefeitura não pode fazer um financiamento a longo prazo, com cobrança de juros e tal, como, por exemplo, os bancos fazem.

Anônimo disse...

Tbm respeito sua opinião anônimo das 16:25. Porém pra mim os valores não são justos, quem pretende comprar um lote desses (para construir casa) se tiver um pouco de juízo na cabeça compra um lote no Parque Ayub II, nada contra os demais bairros porém todos nós sabemos que o Ayub valoriza muita mais, sem contar a possibilidade de um financiamento em maior prazo.

Anônimo disse...

E aí Sérgio sabe dizer sobre o leilão de hoje a tarde?

Anônimo disse...

E ai doa não pode mais vender pode sera que isso realmente Ta certo esse investimento em parques deveria ser do governo esse investimento deveria mesmo ser para as escolas e postos de saúde ???

Anônimo disse...

Tem que colocar os nomes das pessoas que arremataram. E porque os lotes maiores são mais baratos e foram todos arrematados e os menores são quase o dobro do preço, se são todos em bairros humildes da cidade???

Postar um comentário

PUBLICIDADE