Acusados de furtar residências e de receptação são presos pela PM

Vários objetos foram apreendidos / Fotos: Sérgio Santos.
A Polícia Militar de Salto de Pirapora prendeu na tarde desta terça-feira (29) dois homens acusados de furtar residências em Pilar do Sul e outro acusado de comprar os objetos furtados.

De acordo com a polícia, a prisão do trio ocorreu depois de uma tentativa de furto de uma residência no Jardim Sol Nascente.

Uma testemunha percebeu uma movimentação estranha na residência e estranhou um veículo Peugeot preto, placas de Sorocaba, estacionado em frente e ligou para a PM. Os meliantes perceberam que haviam sido descobertos e fugiram.

A PM de Pilar do Sul chegou ao local colheu mais informações com os vizinhos e transmitiu a ocorrência para a PM de Salto de Pirapora.

Uma equipe da Rocam (Ronda Ostensivas com Apoio de Motocicleta) do município vizinho se deslocou para a rodovia Francisco José Ayub (SP-264) e logo avistaram o veículo suspeito. Os soldados Vieira e Lucas fizeram um breve acompanhamento e abordaram o veículo.

No interior do Peugeot estavam dois rapazes de 21 e 23 anos. Durante a revista nada de suspeito foi encontrado, mas a dupla foi conduzida para a Delegacia de Polícia de Salto de Pirapora onde, diante das evidências, confessaram a tentativa de furto em Pilar e de outros furtos consumados. Eles também indicaram o homem que comprava deles os objetos furtados.

Com a informação, os policiais militares e civis se deslocaram para Sorocaba onde prenderam o receptador. Na casa dele os policias apreenderam duas TVs, aparelhos de DVDs, celulares, um purificador de água, dois HDs de computador e diversos objetos de origem suspeita.

Os três acusados, que residem em Sorocaba, foram conduzidos para a Delegacia de Polícia em Pilar do Sul.  O delegado Milton Andreoli autou o dois rapazes por tentativa de furto e arbitrou fiança de um salário mínimo para cada um. A fiança foi paga e os dois responderão o processo em liberdade. O homem suspeito de receptação foi ouvido e liberado. O veículo Peugeot foi apreendido.

O homem, de 52 anos, acusado de receptação, tem seis passagens pela polícia pelo mesmo crime. Um dos acusados de furto também já tem passagem por furto a residência. O outro não tem passagem.

Os objetos estão apreendidos na Delegacia e a polícia solicita que as pessoas que tiveram suas residências furtadas que compareceram para fazer o reconhecimento dos objetos. O telefone da delegacia é: (15)3478-5340.

Vários objetos foram apreendidos / Fotos: Sérgio Santos.
Vários objetos foram apreendidos / Fotos: Sérgio Santos.
O veículo Peugeot preto utilizado pelos acusados / Fotos: Sérgio Santos.
No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

5 comentários:

Anônimo disse...

Parabénnns

Anônimo disse...

Fiança? 1 salario mínimo kkkk, e as vitimas como ficam? desprotegidas com esses caras soltos. 99,99999% de chance do dinheiro que pagaram a própria fiança ser de origem ilícita. Só no brasil mesmo, crianças roubam bolacha ou doce em supermercado e são punidas adultos arrombam residências furtam bens que com trabalho foi conquistado e saem dando risada pela porta da frente da delegacia, é D+.

Anônimo disse...

Fiança de um salário mínimo? Como isso? Confessaram os crimes. Pagaram a fiança com o próprio dinheiro do crime! Ou acham que esses vagabundos têm emprego? Trabalham? Esses caras agora somem e passam a ser procurados, sendo que estavam nas mãos da polícia!!!! Enquanto não mudarmos essas leis ultrapassadas estaremos à mercê de bandidos e situações como essa!!! É de indignar!!!

Anônimo disse...

Essa nao foi a primeira e nem será a ultima vez que esses individuos são presos e soltos. Da ultima vez pagou 5mil de fiança, ate que agora goi mais razoaveis.

Anônimo disse...

Como se estivesse repassando parte do lucro dos furtos com o estado....esse negócio de fiança é um absurdo mesmo! Imaginem só...se duas pessoas fossem presas pelo mesmo tipo de crime, um fosse rico e outro pobre, o rico pagaria a fiança e sairia rindo pela porta da frente da delegacia, enquanto que o pobre permaneceria preso. É justo?...leis no Brasil são feitas visando o favorecimento de políticos e ricos.

Postar um comentário

PUBLICIDADE