Mais de 20 bandidos participaram dos ataques ao Banco do Brasil, acredita polícia

Peritos no BB da Santo Antonio / Fotos: Sérgio Santos.
A Polícia Civil já começou a investigar os ataques as agências do Banco do Brasil, ocorridos na madrugada desta quinta-feira (26) em Pilar do Sul, e acredita que a quadrilha pode ter agido com mais de 20 integrantes. Mas a equipe chefiada pelo delgado Milton Andreolli prefere não fornecer detalhes para não atrapalhar as investigações.

Segundo as informações, os bandidos estavam em pelo menos cinco veículos e duas motos e durante a ação se espalharam em diversos pontos da cidade, como a Praça Central e nas vias de acesso as agências que ficam nas ruas Santo Antonio e na 5 de novembro.

Na rua D. Lúcio Antunes de Souza, próximo ao Posto Farrapo, eles atravessaram um caminhão no meio da rua para impedir o acesso de reforço policial que viessem de Salto de Pirapora, ou Sorocaba.

Enquanto um grupo invadia os bancos, implantava as bombas e explodia os cofres, outros marginais ficaram do lado de fora. Foram vistas armas de longo alcance com mira a laser, como fuzis e metralhadoras.

Foram cerca de 25 minutos de tiros, explosões e muita gritaria dos bandidos, que espalharam o terror na cidade, principalmente aos vizinhos das agências, em um dia que dificilmente será esquecido pela população.

No início da ação, uma viatura da PM chegou a ir até próximo a Praça, mas na rua Tenente Almeida, próximo a Padaria Chandelly, mas os únicos dois policiais militares que patrulhavam a cidade naquele momento viram os bandidos com armas longas nas mãos, equipadas com mira a laser, e recuaram, aguardando o reforço.

Delegacia foi atingida por tiro de fuzil
A Delegacia de Polícia foi atingida por um tiro de fuzil, disparado, provavelmente, da avenida Miguel Petrere. O projétil atingiu a parede do lado do estacionamento. Com exceção do carcereiro, nenhum policial estava na Delegacia e ninguém se feriu.

Perícia
Ainda pela manhã uma equipe da Polícia Científica esteve nos dois bancos realizando a perícia e colhendo materiais que possam servir de provas para esclarecer o crime e identificar os autores dos ataques.

Mais de R$ 200 mil pode ter sido furtado
Com os constantes ataques aos caixas de atendimento automático, os bancos decidiram não mais deixar estes equipamentos carregado com dinheiro durante a noite. Por isso, os bandidos mudaram a tática e passaram a explodir os cofres dentro das agências, foi o que aconteceu em Pilar do Sul.

Os bandidos destruíram portas de vidro e paredes para ter acesso a sala onde ficam os cofres.

Segundo uma informação extraoficial obtida com exclusividade pelo Blog do Sérgio Santos, o cofre central da agência da rua Santo Antonio, que foi explodido, estava abastecido com cerca de R$ 220 mil reais, que foram levados pelos assaltantes.

Já na agência da 5 de novembro, que também teve o cofre explodido, o valor furtado não foi revelado. 

Leia também:
Criminosos explodem as duas agências do Banco do Brasil em Pilar do Sul. Leia: http://goo.gl/FviMgx

Clientes do Banco do Brasil podem utilizar o Correios e a Casa Lotérica para realizar diversos serviços, como saque, depósitos e pagamentos. Leia mais em http://goo.gl/Ddx9QG




Delegacia foi atingida por um tiro de fuzil / Fotos: Sérgio Santos.
No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

PUBLICIDADE