Provedor se manifesta com relação à intervenção da Santa Casa de Pilar do Sul

Santa Casa / Foto: Arquivo / Blog do Sergio Santos.
A reportagem do Blog do Sérgio Santos ouviu na manhã de quinta-feira (24) o presidente da diretoria da Associação da Santa Casa de Misericórdia de Pilar do Sul, José Antonio Caetano, o Capitão, sobre a intervenção administrativa na entidade, decretada pela Prefeitura no dia 21 de dezembro (leia aqui e aqui).

"Recebemos com surpresa e, através do nosso departamento jurídico, estamos se inteirando dos termos e motivos da intervenção, para decidir qual providência será tomada e qual caminho a seguir, mas não concordamos com a intervenção e vamos questionar sim”, disse.

Para o provedor, a diretoria não foi intransigente e que cedeu bastante na negociação. “A única razão foi que não chegamos a um acordo financeiro, do valor do repasse para 2016. Sem dinheiro não tem como tocar o hospital, como tem que ser feito”.

Capitão reconhece que, desde 2013, a Prefeitura aumentou sensivelmente o repasse, mas que os custos também aumentaram, uma vez que ao melhorar o atendimento e colocar mais médicos, teve que aumentar a equipe de enfermeiros e auxiliares e, a medida que a demanda aumentou, também aumentaram os gastos com remédios e outros insumos utilizados nos atendimentos.

“Os custos do hospital aumentaram demais e, em 2015, a entidade vem acumulando um déficit mensal de R$ 130 mil. Por causa disso, a obra de construção da nova recepção e dos novos consultórios teve que ser interrompida e a verba, uma reserva financeira que a entidade dispunha, foi direcionada para cobrir esse déficit”, disse.

Segundo ele, estudos realizados apontam que para manter o Pronto Socorro e a maternidade, sem nenhum problema, teria um custo mensal de R$ 518 mil, mas que chegaram ao valor de R$ 450 mil, mais os lotes que a prefeitura repassaria que seriam revendidos e a renda revertida para o hospital, que seria possível manter a atual estrutura e a qualidade mínima necessária.

“Diante das dificuldades, a diretoria sempre trabalhou indo atrás de outras fontes de recursos como emendas de deputados, rifas, realização da Festa da Água Santa, que rende anualmente cerca de R$ 100 mil, e a Nota Fiscal Paulista, que rendeu no último semestre cerca de R$ 40 mil. Não ficamos só esperando do poder público”, desabafa Capitão.

Com relação aos atendimentos particular, Capitão disse rende aproximadamente R$ 60 mil e que essa verba é utilizada para pagar despesas que não podem entrar na prestação de contas das verbas repassadas pelo SUS e pela prefeitura, como pedreiros, pintura, manutenção e compra de equipamentos, etc.

Quanto aos questionamentos de que a Irmandade da Santa Casa é uma entidade fechada e que não dá oportunidades para que a sociedade participe, Capitão disse que isso mudou muito nos últimos 10 anos e que atualmente está bem equilibrada, com irmãos e membros da diretoria de vários partidos políticos, e outras sem qualquer envolvimento partidário.

A entidade tem cerca de 170 irmãos. De acordo com o estatuto, para fazer parte da irmandade, o interessado tem que ser indicado por outro irmão e ser aprovado em assembleia pelos demais. “Tivemos várias pessoas indicadas e nenhuma delas recusada, mas estamos dispostos a debater a reforma do estatuto. Se mais irmãos entrar, serão mais pessoas ajudando a Santa Casa”.

“A diretoria é formada por pessoas de bem, honestas, que trabalha de forma correta e transparente. Inclusive o marido da prefeita (Maurício José Paes) faz parte da diretoria, é o presidente do conselho fiscal. Cumprimos rigorosamente a lei e todas as nossas contas foram auditadas e aprovadas pelo Tribunal de Contas”, disse. 

Capitão esclarece que não houve renúncia da diretoria da entidade, mas da administração do hospital. Quanto a aceitação da proposta da Prefeitura e o pedido de reconsideração da intervenção, Capitão disse que atendeu ao pedido da diretoria e de funcionários, pelo receio da precarização do serviço do hospital. “Vamos tentar tocar com a verba que foi proposta e correr atrás de outras fontes de recursos, como doações, ações beneficentes, emendas de deputados, etc., para complementar o valor”, disse.

Intervenção continua

A Prefeitura ainda não respondeu a solicitação de reconsideração feita pela diretoria da Santa Casa e, até o momento, mantém a intervenção administrativa no hospital.

Na terça-feira, 22, a prefeita Janete Carvalho (PSDB) editou um decreto nomeando a Comissão Intervencionista Provisória, que deverá administrar a Santa Casa enquanto durar a intervenção.

O coordenador da Comissão é Dalton Pagianotto, secretário municipal de saúde, com poderes de provedor e administrador. Também compõe a comissão, além de outros cinco servidores da Prefeitura, o enfermeiro Sérgio Luiz Ribeiro, representado os funcionários do hospital, e o médico Arnaldo Pantaleão Filho, representando o corpo clínico.
No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

9 comentários:

Anônimo disse...

Se a entidade vem acumulando um déficit mensal de R$ 130 mil, porque a mesma começou a obra de construção da nova recepção e dos novos consultórios. Claro que seria uma obra importante,para toda a população, mas convenhamos que se existe um déficit,ninguém em sã consciência iniciaria esta obra, não seria falta de planejamento por parte da diretoria?

Anônimo disse...

Quando reclamaram ainda estava em andamento a obra oque é mais estranho ainda.

Anônimo disse...

Espero que nao acabe em pizza de cebola

Anônimo disse...

Opinar sem conhecimento é a maior prova de burrice que existe, vão lá ver o que está acontecendo e depois comentem

Anônimo disse...

A verdade é uma só Sr. Caetano, isso ai é uma panela daquelas, só tem parente trabalhando, pura cabine de emprego, na recepção precisavam de gente pra trabalhar quem recolheram? Namorado do Doutor que atende e outra namorada de outro funcionário, estranho o critério de aprovação ou de seleção, tem que intervir sim, e mudar essa panelinha que fazem oque quer e vive pedindo dinheiro pro povo, tem que investigar, URGENTE, é um tal de lançar números fictícios e nada de transparência, o povo quer saber sobre oque acontece na administração da Santa Casa. Sra. Prefeita Acreditamos na Sra. Por favor não nos decepcione voltando atrás, lembre o quanto atacaram a Sra. com calunia, mantenha a intervenção e mostre toda sujeira que tem naquele lugar, principalmente sobre contratação e pagamento de funcionários.

Anônimo disse...

Só retificando onde esta escrito namorado do Doutor considere namorada do Doutor.

Anônimo disse...

EXCELENTISSIMA prefeita Janete o mundo esta em crise pricipalmente na saude olhe para os pobres e o resto e resto va com DEUS emfrente

Anônimo disse...

A prefeitura ja ta na lama ainda acha que consegue assumir a Santa Casa.

Anônimo disse...

e isso ai senhora prefeita o povo confiou em voce agora nao volte atras

Postar um comentário

PUBLICIDADE