Temporal deixa Pilar do Sul embaixo d’água, com alagamentos, transtornos e muitos prejuízos

A tubulação do córrego na Vila São Manoel, acesso para Tapiraí, rodou e o tráfego está interrompido / Fotos: Sergio Santos.
Uma chuva torrencial que começou por volta de 3h da madrugada desse sábado (02), que se estendeu até por volta de 6h, causou muitos transtornos e prejuízos a moradores de Pilar do Sul.

Diversos pontos ficaram alagados e causou enchente nas regiões baixas ao longo dos diversos córregos e rios que cortam a cidade.

Há registros de quedas de árvores e de barreiras nas estradas e rodovias, alagamentos de residências, queda de muros de arrimo e da tubulação da ponte sob um córrego da Vila São Manoel, na estrada vicinal José Waldemar Mazzer, que interliga os municípios de Pilar do Sul e Tapiraí, que interrompeu completamente o tráfego de veículos nos dois sentidos.

O córrego do Campo Grande, que corta a estrada vicinal José de Almeida Rosa (SP-093), transbordou e inundou o viveiro de mudas Dica Flor, do empresário João Monteiro. O volume de água, que chegou a um metro de altura, invadiu a empresa e destruiu todo o viveiro de mudas. Além dos pertences da casa, como móveis e utensílios domésticos, quatro veículos ficaram submersos e encharcados pela água e pelo barro.

João Monteiro, proprietário da empresa, disse que está há 18 anos instalado no local e que nunca havia acontecido uma enchente igual a essa. Disse que outras duas vezes a enchente foi bem menor, e que uma delas ocorreu por causa do rompimento de uma represa. Ele estima o prejuízo em mais de R$ 30 mil reais.

Durante a madrugada, uma Van com 10 pessoas a bordo, entre elas duas crianças de 1 anos e 8 meses e outras de seis meses de idade, trafegava pela SP-093 e, ao tentar passar, ficou ilhada no meio da enxurrada formada pela água do córrego do Campo Grande que transbordou, passou por cima da ponte e invadiu a pista. O motorista disse que a água subiu de repente e o veículo sofreu uma pane elétrica e parou, no meio da enxurrada.

Os policiais militares, soldados Luciano e Gonçalves, auxiliaram no resgate das crianças e das pessoas da Van. Uma máquina da Prefeitura resgatou o veículo da enxurrada.

Um muro de arrimo de uma revendedora de implementos agrícolas, localizada na avenida Miguel Petrere, caiu e levou junto diversos equipamentos, como arados, grades e canos de irrigação. Por sorte, o lote ao lado, onde antes havia uma residência, estava vazio e os escombros não atingiram uma residência que fica num terreno que faz fundos para a loja.

Há diversos outros relatos de outros problemas enfrentados pela população. Nossa redação ainda está levantando e compilando todas as ocorrência e ao longo do dia traremos mais informações.

Na rua Joaquim Francisco de Carvalho a enchente invadiu as residência e uma funilaria.

Durante a manhã a chuva voltou e o córrego na estrada para Sarapuí transbordou/Foto: Marcos Roger.
Rua Capitão Marques, centro.

Tubulação do córrego rodou e a estrada para Tapiraí está completamente interditada.

Queda de barranco na rodovia SP-250, acesso a São Miguel Arcanjo.

Barranco caiu e a lama invadiu a pista na rodovia SP-250.

Muita lama também na ponte sobre o rio no bairro do Claro.

Margem do córrego da Passagem desbarrancada.

Córrego da Passagem, próximo a ACE.

Córrego da Passagem.

Murro de arrimo de uma loja de implementos agrícolas caiu. Ninguém ficou ferido.

Muro da loja de implementos na avenida Miguel Petrere.

Dona Aparecida de Proença mostrando a altura que a água chegou na Dica Flor.

Dica Flor, do senhor João Monteiro: prejuízo de mais de R$ 30 mil.

A água dentro da residência chegou a um metro de altura.

Os carros foram inundados e ficaram submersos na água.

Carro completamente encharcados pela lama.

Viveiro de mudas do João Monteiro ficou completamente destruído.

Cama encharcada pela enchente.

Enxurrada no Jardim Pinheiro.

Enxurrada trouxe lama e pedras para o meio da rua no Jardim Pinheiro.

Área de Lazer no Jardim Bonanza ficou inundada.

Jardim Bonanza.

Piquete de criação de cavalos ficou inundado no Jardim Ipe.

Bairro Santa Cecília.

Muro caiu na rua Prof. Elói Lacerda.

Casa do ex-prefeito Antonio Ayub, no Jardim Ayub, ficou inundada.


Ribeirão do Pilar transbordou e invadiu casas na rua Joaquim Francisco de Carvalho, centro.

No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

5 comentários:

Anônimo disse...

Só Deus prá ter misericórdia, graças a Deus ninguém ferido...

Anônimo disse...

Alguém sabe a previsão para o conserto da rodovia que liga Pilar do Sul a Tapiraí?

Anônimo disse...

Agora é o momento da nossa prefeita nos mostrar que tem o mínimo de competência e ajudar o povo pilarense nesse momento tão difícil! Essa estrada que liga pilar à tapiraí é tão importante, pois muitos trabalhadores e estudantes dependem dela pra chegar aos seus destinos, agora é a hora de o povo cobrar pra que arrumem logo, pois pagamos nossos impostos em dia e queremos resultados!!!!

Anônimo disse...

E então, Sérgio Santos? Como a estrada é de interesse de todos que a usam diariamente para ir ao seu local de trabalho, compras no município e sem contar com os turistas que nesta época do ano a usam com mais frequência seria muito importante que nos representassem junto a quem tem o dever de arrumá-la e informasse neste conceituado blog de noticias. Obrigado

Maita disse...

Qualquer local mais sério já teria horas depois uma ponte de campanha do exército. Mas se falando de Brasil, nossas sábias autoridades vão esperar o prazo máximo do período eleitoral para iniciar a obra. Desrespeito com todos

Postar um comentário

PUBLICIDADE