Motociclista embriagado é preso após atropelar e matar pedestre na Nova Pilar

Reincidente e sem CNH, o motociclista fugiu, mas foi preso pela PM
Polícia Militar e SAMU / Arquivo / Sergio Santos.

O ajudante geral Adriano José Nascimento, 33 anos, foi preso e autuado em flagrante após atropelar e matar um pedestre na noite deste domingo (17) na avenida Antonio Lacerda, intersecção com a rua Antonio Vieira Murat, em frente aos boxes de lanches, no Jardim Nova Pilar.

A vítima, o vendedor de sorvetes Isac de Goes Mendes, 58 anos, morador do bairro Santa Cecília, ficou gravemente ferido, com três fraturas na perna e lesões no tórax e cabeça, foi socorrido pelo SAMU, mas, não resistiu e morreu ao dar entrada no pronto socorro da Santa Casa.

O motociclista fugiu do local do acidente, mas com auxílio de testemunhas foi identificado, localizado já na sua residência, no bairro Campo Grande, e preso pelos soldados Luciano e Gonçalves.

Os PMs perceberam o visível estado de embriaguez do motociclista e o conduziu para um exame clínico na Santa Casa onde um médico confirmou a embriaguez.

De acordo com a polícia, Adriano José Nascimento já é reincidente por embriaguez ao volante e, inclusive, estava com a carteira de habilitação (CNH) cassada por envolvimento em outro acidente com vítima. Além disso, a motocicleta Honda CG 150 estava com o licenciamento (CRLV) vencido.

Conduzido à delegacia, Adriano José Nascimento foi autuado em flagrante por embriaguez ao volante e homicídio doloso na direção de veículo automotor (com dolo eventual), já que, com a CNH suspensa e embriagado, ele assumiu o risco de matar. 

Como a pena ultrapassa quatro anos de prisão e pelo fato do acusado ser reincidente, o delegado de plantão Oscar Garcia Machado Junior não estipulou fiança e o acusado foi recolhido a cadeia local, onde permanecerá a disposição da justiça.

Além da prisão em flagrante, sem direito a fiança, a Polícia Militar aplicou diversas multas de trânsito a Adriano José Nascimento, uma delas por dirigir embriagado, pela segunda vez, de R$ 3.830,80, outra por não ter CNH e a última por conduzir veículo com documento vencido, cada uma no valor de R$ 191,54 – além da despesa do guincho e estadia no pátio, onde a motocicleta está apreendida, que ele terá que arcar.
Local do acidente / Foto: Luciano Queiroz.
No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

11 comentários:

Anônimo disse...

Temos acidente direto nesse local muito movimentado de dia e a noite

Anônimo disse...

Essa avenida é muito movimentado de dia e a noite e sempre tem acidente aqui em cima como ali em abaixo no trevo do CTC,

Anônimo disse...

Os acidentes acontecem por falha do ser humano imprudente e impaciente que faz de um veiculo uma arma, ainda mais em estado de embriaguez. Pakaba...

Anônimo disse...

já passou da hora de colocar semáforo neste local ,esquina ctc c/ posto garcia,,,,

paulo gomes disse...

Prescisa urgentemente ser colocado semáforos neste local por motivo de ser um trevo muito movimentado tanto como pedestre,como veículo, será bastante útil no evitamento de acidentes

Sergio Santos disse...

Para esclarecer: O acidente foi perto do posto de saúde, na intersecção da Antonio Lacerda com a Antonio Veira Murat, e não na confluência com as avenidas Miguel Petrere, Padre Benedito Mariano e Antonio de Carvalho (Posto Garcia).

JOAO PEDRO BRISOLA disse...

Colocar semáforo... Se for assim teremos que colocar semáforo em tudo que é esquina, oque falta é leis mais severas pra essas pessoas que enche o rabo e sai porai matandoCadê a lei seca cadê o bafômetro cadê a focalizacao. Cana pra ele mas não de garrafa!

Anônimo disse...

Na entrada da Antônio Vieira Murat não termos visão se tá vindo carro na avenida de descer principalmente final de semanas quando tem carro dóis lado da rua

Anônimo disse...

A bebida e a imprudência juntas dá nisso e não há semáforo que dê jeito.

Anônimo disse...

e tem ainda o "estacionamento das carretas" para atrapalhar ainda mais, até quando o Detranps vai ficar parado e não fazer nada, acompanhar somente cavalgadas, não é só isso a obrigação deles.

Anônimo disse...

As plantas que estão nos canteiros tira a visão do condutor, e os carros que estacionam contra mão também.

Postar um comentário

PUBLICIDADE