Alckmin anuncia ‘privatização’ das rodovias SP-264 e SP-250 e pedágios em Pilar do Sul, Salto de Pirapora e São Miguel

Ao todo, serão instalados cinco pedágios nas rodovias de Piedade, Votorantim, Sorocaba, Salto de Pirapora, São Miguel e Pilar do Sul. A cobrança deve começar até o final do ano.
SPs 264 e 250 vão 'ganhar' três pedágios / Foto: Adriano Vincler.

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) prepara a instalação de 25 novos pedágios no litoral e no interior paulista, em um projeto de novas concessões de rodovias, com previsão de instalação e cobrança dos pedágios já no início do próximo verão.

A proposta prevê quatro novos lotes de concessão, num total de 2.266 km de vias e investimento de R$ 10,8 bilhões em 30 anos. As novas praças se somarão aos atuais 153 pedágios em 6.400 km de 20 concessões.

Na região, as rodovias SP-264 (Pilar à Sorocaba), SP-250 (Pilar à São Miguel)  e SP-79 (Piedade à Sorocaba) foram incluídas no pacote de privatizações de Geraldo Alckmin.

Os locais de instalação dos pedágios já foram definidos. Um deles será instalado no km 168 da rodovia Nestor Fogaça, entre Pilar do Sul e São Miguel Arcanjo. Outro no km 140, no bairro da Água Doce, na SP-264 em Pilar do Sul. Uma praça de pedágio também será instalada no km 114 da rodovia João Leme dos Santos (SP-264), entre Salto de Pirapora e Sorocaba.

Geraldo Alckmin anunciou também instalação de outros dois pedágios na rodovia SP-79, entre os municípios de Piedade, Votorantim, Sorocaba e Itú.

Os editais serão apresentados em abril deste ano, e a previsão da Agência de Transportes de SP (Artesp) é que o resultado da concorrência internacional seja conhecida em Julho. O vencedor terá um programa de melhorias a implantar antes de cobrar as tarifas, cujo valor ainda não está definido. Esta nova etapa pode levar cerca de 6 meses, dizem concessionarias. Assim, é possível que cobrança já pode começar a ser cobrada no próximo verão.

As informações constam no site da ARTESP do governo do estado de São Paulo (aqui).

NOTA DA REDAÇÃO: Com essa decisão, ficou claro que o ‘pacote de bondades’ anunciadas pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), como a duplicação da rodovia SP-264 e investimentos em rodovias da região, não ia sair de graça. Agora veio a cobrança, com um belíssimas e suntuosas praças de pedágios.

Portanto, os moradores de São Miguel, que forem para Sorocaba, pagarão três pedágios, os pilarense dois e os saltopiraporenses um. Muito obrigado, governador!

Leia também:
Gazeta de Votorantim: Alckmin planeja novos pedágios; Votorantim está no pacote


O pedágio de Pilar do Sul ficará no km 140, bem pertinho do perímetro urbano / Foto: Arquivo/Sérgio Santos.
No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

65 comentários:

Dodo disse...

Que beleza!

Léo Marcos Pereira disse...

Que Maravilha!

Anônimo disse...

Isso é nojento velho! Já não basta os inúmeros impostos que pagamos nesta merda de país, ainda vem com isso, limitando o direito do cidadão de ir e vir. Já pagamos o IPVA que nesse país e nesse estado é altíssimo, sendo uma parte desse imposto destinada justamente a conservação e melhorias das rodovias. Como dizia um velho amigo meu: "estamos vivendo um comunismo contemporâneo, onde trabalhamos para o governo e em troca ele nos algum tipo de ajuda...". E e exatamente isso, pois se for somar tudo que pagamos de imposto nesse país, o brasileiro trabalha aproximadamente 06 meses do ano só para pagar impostos!!! Viva o lula, viva a dilma, viva o psdb, viva geraldo alckmin, viva a corrupção....A eleição está aí, jájá teu político favorito vem dar tapinha nas costas....

cicero disse...

Nossa só o que faltava

Anônimo disse...

AI SIIIIIM, AGORA ESSA 264 MELHORA !

Anônimo disse...

ta na hora do povo acordar e ir para rua reivindicar por causas que realmente vale apena, não por R$ 0,05 ou R$ 0,10 de passagem de ônibus, chega de ser bonzinho, nós estamos parecendo um lote de gado gordo, onde um ou dois peões os conduzem para onde eles querem que o gado vá, o gado é diferente de nós porque eles são seres irracionais, não sabe a força que tem, mas o povo se unido, não tem quem vença, bem diz o ditado "A UNIÃO DO REBANHO, FAZ O LEÃO IR DORMIR COM FOME". Obs.: No final todos nos sabemos onde o gado gordo vai parar (no matadouro), queremos isso para nós???? rsrsrs

Anônimo disse...

TEMOS QUE PENSAR PELO LADO BOM, PRINCIPALMENTE NESSA SP-264 O ÍNDICE DE ADICENTES É ALTO DEMAIS, TODOS FICAM COBRANDO RADAR, FISCALIZAÇÃO, PEDÁGIO E POLICIAMENTO E AGORA QUE VAI SER APLICADO COMEÇAM OS BLA BLA BLAS, EU PREFIRO PAGAR 10 PEDÁGIOS E ANDAR EM UMA VIA SEGURA COM POLICIAIS RODOVIÁRIOS, RADARES E VELOCIDADE CONTROLADA DO QUE ANDAR NUMA PISTA "DE GRAÇA" ONDE PRATICAMENTE TODA SEMANA TEM UMA PUBLICAÇÃO DE MORTE AQUI NO BLOG POR IMPRUDÊNCIA E OS CARROS ANDAREM A 200KM/H IGUAL UMA PISTA DE CORRIDA ! PRA "METER O PAU" TEM UM MONTE, AGORA .. PRA APLAUDIR SÃO POUCOS .

marcos roberto disse...

mais gastos,é demais

Anônimo disse...

Anonimo das 12:01....queria ver se vc estudasse ou trabalhasse em sorocaba e passasse todo dia no pedagio na ida e na volta....mudaria d opiniao hein...a proposósito, vc tem carro??

Anônimo disse...

Concordo com o amigo, também sou a favor dos pedágios!
Sem dúvidas vias mais seguras!

Anônimo disse...

Que absurdo...Hoje não moro em São Miguel...mas pelo menos uma vez por mês visito minha família. E já pago 5 pedagios para ir e 5 para voltar isso num total de 300 km de estradas. Agora com essa nova implantação terei que pagar 8 pedagios. Um absurdo...uma média de 1 pedagio a cada 38 km andado.
Realmente não se sabe onde iremos parar com tantos impostos cobrados.

Anônimo disse...

Um baita idiota é quem acredita que esse dinheiro vai ser investido nas rodovias --'

Eleição chegando e já começou esses malditos a mostrar que fazem alguma coisa. O que me deixa indignado é que nunca fazem e quando fazem não passa de uma enorme merda

Anônimo disse...

Privatização sem concorrência? ta errado isso aí em Governador já que eu não tenho opção de escolher o melhor serviço, sou OBRIGADO a pagar, querendo ou não. Isso é imposto não privatização
Mais uma forma de roubarem dinheiro da população através de terceiros

Anônimo disse...

Esse é o psdb enfiando goela abaixo do povo mais impostos! Está explicado o porque da demora do conserto da rodovia entre Salto e Pilar.

Anônimo disse...

No pedágio de Boituva, os carros com placa dessa cidade não pagam a tarifa...se aqui for assim, concordo...porque de fato, na nossa merda de país (não tá contente vá embora amigo, o mundo e grande), a iniciativa privada tem mais pegada e mais rapidez que o Poder Público (fraco é verdade)...o que pode resultar, é verdade também, numa estrada mais segura, mais sinalizada, mais equipada...se num ano de estrada de graça, quebrar uma vez o amortecedor do carro, fica mais cara que pedágio semanal o ano inteiro...dependendo do carro, é claro...

jairo Mendes disse...

É só comprar um carro 1.0 que compensa o gasto....

Anônimo disse...

Escravidão esta voltando trabalhar e passa tudo pro governo de BOSTA.....

Maita disse...

Esse é o problema do brasileiro. Achar que o poder público fraco é desculpa para privatização. Estas estradas, especialmente entre Salto e Sorocaba/Votorantim, estão em um trecho de forte conurbação Urbana, com grande volume de mão de obra se deslocando. Isso só acontece porque trabalhar em Sorocaba é vantajoso para todas estas pessoas. Ao pedagiar estes trechos, o gênio governador, eleva Pilar/Salto/Sorocaba ao nível da trinca Barueri/Osasco/São Paulo, com as marginais pedagiadas. Lá funciona porque é simplesmente a região mais rica do país e os empregadores podem absorver a tarifa.


Quanto ao amortecedor, é um argumento fraco. Estrada é para ter o mínimo de condição de rodagem, além do mais, com o amortecedor você esqueceu que aí, quem assume o prejuízo, embora seja o motorista, ele apenas assume de acordo com suas possibilidades. Uma pessoa com condições de comprar um carro melhor arca com a manutenção de um carro melhor. O pedágio não, ele simplesmente dilui a renda de quem ganha menos. Aliado ao aumento dos combustíveis, é o seu poder aquisitivo indo embora. Esse tipo de coisa cobra um preço muito caro. Símbolo maior de que o país está à deriva.

Quanto pagar pedágio apenas placas do município, isso não faz o menor sentido, pois é quem mora nas localidades quem mais utiliza a estrada e, por tanto, sua manutenção.

Um outro ponto ridículo:

imagine alguém que more imediatamente antes ao futuro posto de cobrança e precise visitar ou trabalhe logo após este ponto de cobrança. Poderá pagar tarifa rodando menos de 1 Km. Passo todo dia pela estrada e vejo moradores dos arredores da estrada que precisam fazer deslocamentos curtos com automóvel, seja pela condição da estrada, seja porque precisam deslocar animais ou alimentos e insumos.

Esse tipo de iniciativa é ridícula. Pedagiar uma estrada deste porte é atestado de incompetência.

Anônimo disse...

temos que lembrar que o impacto não será só no pedágio, todo produto que vier de fora, sofrerá um aumento, será incluso no frete o valor do pedágio, e quem vai pagar ????? (todos nós sabemos bem pra quem vai sobrar a conta rsrs)

Anônimo disse...

Calma pessoal, possivelmente moradores da cidade serão isentos de cobrança. E também concordo que pode ser uma boa: uma estrada mais segura, com melhor manutenção, etc. Sem dizer que querendo ou não uma praça de pedágio traz outros tipos de investimentos à cidade, gera empregos, colhe mais impostos municipais, etc.

Anônimo disse...

Fusca

Anônimo disse...

Garanto que fica mais barato que levar a família pra morar junto.

Anônimo disse...

Vou ligar para Dilma pra ver oque ela acha. Aquela santa.

Anônimo disse...

Já disse que tenho um Fusca.

Anônimo disse...

mais pra melhorar estradas já pagamos ipva. isso é a ditadura da ladronagem.

Anônimo disse...

Meu vô não reclamava de pedágio, ele andava de carroça e ônibus, fica ai a dica.

Anônimo disse...

ipva em sp 4%, pr 2%. pedágio em sp: o mais caro do país, iptu em pilar do sul-sp um absurdo acho que na próxima eleição vou votar no PT porque esse PSDB já esgotou minha paciencia perdi a esperança.já tiraram a nossa carne agora vão tirar nossos ossos.

Anônimo disse...

Vamos aplaudir o Alckmin então.
Acho que não faz muita diferença para você pagar Ipva. Estou certo?

Anônimo disse...

Cdhu pra sai do papel 10 anos pedágio no próximo verão RATOS PODRES

Anônimo disse...

Trazer a Dilma e o lula de vice pra pilar do sul. Garanto que até petróleo acham aqui. Que maravilha. Psui... Paraná é logo ali, Roberta Miranda já cantava, "vai com Deus"...

Anônimo disse...

Pagar dois pedágio acada 22 quilometros
prefiro pagar 3,50 de multa do que VOTAR
nestes LIXO

Raul disse...

Este governo vai completar vinte e oito anos de assalto ao nosso estado, digo estado mais rico da federação.

Anônimo disse...

ANÔNIMO DAS 19:25, FAZ SIM MUUUITA DIFERENÇA NO MEU BOLSO PAGAR O IPVA, NÃO SOU RICO ACORDO TODOS OS DIAS CEDO PARA TRABALHAR E VOLTO SOMENTE A NOITE COMO MUITAS PESSOAS FAZEM, NÃO ESTOU FALANDO PARA APLAUDIR A PESSOA DO GERALDO ALCKMIN ME REFERI AOS APLAUSOS PELA ATITUDE ISSO VAI CONTRIBUIR MUITO PARA A SEGURANÇA DA VIA, E O QUE VAI ADIANTAR DESCORDAR DESSA DECISÃO ? VAI FAZER GREVE E NÃO PASSAR MAIS PELA RODOVIA ?
O IPVA TEM SIM QUE SER USADO PARA ESSE FIM MAS INFELIZMENTE VIVEMOS NUM PAÍS ONDE TUDO TEM SEU "JEITINHO BRASILEIRO" E PRA ISSO ACONTECER COM O DINHEIRO DO IPVA DEMORARIA 30 ANOS .

Anônimo disse...

acho que faltou esclarecimento da redacao do texto, pois na frase em destaque "Ao todo, serão instalados cinco pedágios nas rodovias de Piedade, Votorantim, Sorocaba, Salto de Pirapora, São Miguel e Pilar do Sul. A cobrança deve começar até o final do ano." ja esta afirmando que ocorrera a construcao de tantos pedagios, sendo que de fato nao passam de projetos, que analisados com logica, nao fazem menor sentido, visto que é um trecho muito pequeno para tantos pedagios, e nao traria nada mais que gastos a populcao que tem que ir para sorocaba todos os dias.
faltou uma parte importantissima na redacao: "É importante ressaltar que as localizações das praças de pedágio apresentadas nas audiências públicas são apenas referências, uma vez que os estudos sobre a localização estão em andamento e serão detalhados na consulta pública. Nessa fase, a sociedade civil organizada poderá fazer sugestões", diz a nota da Artesp.

Anônimo disse...

oBG!! disse quase tudo que os leigos precisavam saber!!

Anônimo disse...

Pedágio nas rodovias: Normal para um Mundo Capitalista

REVOLUCTION disse...

NUNCA COMENTEI ESSE BLOG MAS HJ NAO AGUENTEI...POVO APRENDAM UMA COISA ENTRAR AQUI CRITICAR FALAR BONITO NAO RESOLVE NADA O QUE RESOLVE É VOCES SE UNIREM COMO CERTAS PESSOAS SE UNEM NO CARNAVAL E FESTAS DE FIM DE ANO ONDE SE JUNTAM O POVO TODO ALEGRE UNIDOS PELA BADERNA E A DESORDEM E QUE QUANDO REEIVIDICAM MAIS UMA SEMANA DE FESTA E É CLARO QUE ACONTECE PORQUE TUDO É FESTA. NA MINHA OPINIAO O POVO BRASILEIRO NAO SABE O QUE QUER,NENHUM POLITICO TEM PEITO E TODOS NAO TEM CARA PARA BRIGAR PARA O POVO E TER MELHOR ALGO PRA SI.. E ASSIM O FUMO ENTRA NO MEU E NO TEU RABO E ACABAMOS ACEITANDO POR SERMOS BUNDAS MOLES.

Anônimo disse...

É depois dizem que é o PT que está acabando com o país....melhor protesto é dizer não nas urnas.

Anônimo disse...

Fico estarrecido com a notícia de que os trechos entre Pilar do Sul-Salto de Pirapora e Salto de Pirapora-Sorocaba estão em vias de serem pedagiadas pelo Governo do Estado.
Como bem sintetizou o colega acima, Pilar do Sul tem sua economia concentrada, especialmente, na agricultura e na prestação de serviços, de modo que a colocação de pedágios nessas vias prejudicaria, em muito, o custo da produção, por conta de deslocamentos mais onerosos.
O argumento de que pedágios melhoram a qualidade das estradas e diminui os acidentes não deve prosperar em hipótese nenhuma. Se fosse assim, escolas e a saúde pública, que possuem uma péssima qualidade, deveriam ser privatizados? E os impostos pagos pelos cidadãos? Lembrando que não se trata apenas do IPVA, pois toda mercadoria adquirida tem agregado a seu valor o ICMS, imposto que mais se arrecada a nível de Governo.
Em resumo, temos que reconhecer: moramos em uma cidade pobre, de população pobre, de empregos precários, enfim, um município que não comporta uma estrada pedagiada.
A meu ver, é nesse momento que as autoridades, no caso a Sra Prefeita, os Srs Vereadores e os Srs Deputados Estaduais, deveriam intervir em favor da população. Paralelo a isso, a população precisa se unir para que as melhorias das estradas ocorram sem onerar ainda mais a já sofrida economia da região da nossa querida Pilar do Sul.
A Sra. Prefeita, como representante do partido do Governador do Estado na nossa região, poderia intervir em favor da população.

Maita disse...

Estou juntando material para respaldar minha opinião. No primeiro dia possível em março, vou entregar no palácio dos Bandeirantes. Quem quiser participar será muito bem vindo.

Maita disse...

Estou juntando material para respaldar minha opinião. No primeiro dia possível em março, vou entregar no palácio dos Bandeirantes. Quem quiser participar será muito bem-vindo.

Anônimo disse...

cade as casas cdhu que iria sair estamos esperando a 9anos e nada agora pra tirar dinheiro nosso vao fazer o pedagio esse e o nosso brasil

REVOLUCTION disse...

Boa Maita se todos tivessem a mesma atitude que voce tem concerteza algo mudaria....mas nao querendo te desmerecer ate acho lindo tua atitude...mas isso se deve aos empresarios vereadores prefeita que são os blocos econômico da cidade e claro assim o povo se unindo absolutamente teremos respostas mas...... se isso nao houver em vão são esforços de poucos.

REVOLUCTION disse...

Bem pensado...bem colocado as palavras,corcordo pensamos iguais.

Anônimo disse...

bando de filha da agua quel instala o pedagio e 6 duzia de pucha saco politico q- concorda com isso vao pra .... se um dia aparecer um filha da puta desses aparecer na minha casa pedir voto vai ter uma duzia de ovos bem podre pra tacar na cara desse q- puxan o saco de politicos ,parabens psdb. q- mais uma vez contribui pra ferrar com povo trabalhador.

Anônimo disse...

bom dia ?um dia eu vim uma propaganda q- dezia lula praga da agricultura bem feita a frase, mais esse mesmo individuos q- criticavan , nao entraran como uma praga na agricultura,mais sim como uma epedemia s/ cura pelo poder politico vcs que moran em pilar do sul deveria ter um minimo de carater e parar de puxar o saco do governo estadual q- deu um tiro no pé com esse pedagio, tomem vergonha na cara bando de incopetente. na minha opiniao os politicos de pilar do sul merecian pegar colocar num saco bem fechado e jogar no rio tiete na onde e mais poloido. aida asim seria um paraiso de politcos.parabens geraldo e seus puxa saco pela vergonha de cocordarem com pedagio em nossa regio se o lula foi uma pra da agricultura q- foi curada q- pena vcs sao a praga do estado de sp. e nao tem cura. prefeita de pilar do sul acorda!

Anônimo disse...

Voce acredita q vai melhorar ? Olha a Raposo sem duplicar uma grande parte da Rodovia. Reforma a pista duplica e da de mao beijada pros amigos psdb/pt

Anônimo disse...

ANÔNIMO DAS 13:42 RESPONDENDO SUA PERGUNTA, TENHO CARRO SIM MORO EM PILAR DO SUL E VOU TOOOODOS OS DIAS TRABALHAR EM SOROCABA

Edison Antunes disse...

Infelizmente tenho que concordar com o anônimo, o povo brasileiro é estúpido e interesseiro, com isso se para o preço. Todo povo tem o governo que merece, é por isso que o nosso Brasil é o que é!

Anônimo disse...

Prezado Sr Sérgio Santos, sou o anônimo de 09:21h

Caso entenda pertinente, por favor, divulgue o texto abaixo, de minha autoria. Escrevi rápido, portanto, pode haver alguns erros. Mas é uma tentativa de mobilização, de modo a não sermos omissos ao fato noticiado.

Prezado Sr. Maita, apesar de não residir em Pilar do Sul, meus familiares são desse município, por isso conte com meu apoio incondicional: saitovskisp@gmail.com

PROPOSTA DE E-MAIL: qualquer um pode encaminhar um e-mail aos nossos representantes na ALESP

Excelentíssimos Srs. Deputados Estaduais do Estado de São Paulo,
Base eleitoral Sorocaba e região/Deputados mais votados em Pilar do Sul-SP

Eu, ....................., RG .........., residente e domiciliado no município de Pilar do Sul-SP, eleitor desta Comarca, venho à presença de V. Exas., apresentar o que segue:

1) No dia 22 de fevereiro de 2016, o Governo do Estado, por meio da Agência de Transporte de São Paulo (ARTESP), divulgou que pretende instalar oito praças de pedágios na região de Sorocaba, até o fim do corrente ano;

2) No caso, o município de Pilar do Sul foi “contemplado” com a previsão de instalação de três praças de pedágio, as quais afetarão diretamente a economia de nosso município. São elas: Praça de pedágio entre Pilar do Sul /São Miguel Arcanjo, Pilar do Sul /Salto de Pirapora e Salto de Pirapora/Sorocaba;

3) A distância entre Pilar do Sul a Sorocaba é de 52 km e a previsão, divulgada pela ARTESP, é a instalação de duas praças de pedágio nesse trecho, ou seja, um pedágio a cada 26 km percorridos;

4) Para conhecimento de V. Exas, hoje, o nosso município possui, aproximadamente, 28.309 habitantes (estimativa IBGE 2015), sendo que cerca de 21,4% de sua população é rural. Ainda de acordo com dados do IBGE, a renda média familiar da população rural era de R$ 1.453,27 e da população urbana de R$ 1.856,55 (2010). Nota-se, portanto, que se trata de um município, economicamente, pobre que depende de municípios com maior atratividade, no caso Sorocaba;

5) Acrescento que a economia de nosso município é voltada, principalmente (cerca de 70% - dados da ACE Pilar do Sul), para o setor agropecuário, de modo que muitos pequenos agricultores necessitam realizar pequenos deslocamentos de suas propriedades rurais até a cidade. A existência de uma praça de pedágio, neste caso, oneraria o custo desse pequeno deslocamento;

6) Da mesma forma, por se tratar de um município que carece de empregos e infraestrutura educacional (universidades), muitos trabalhadores e estudantes necessitam realizar viagens, de forma diária, até o município de Sorocaba com vistas a garantir o sustento e a instrução familiares;

7) É nesse contexto, nobres deputados, que a instalação de três praças de pedágio, no trecho São Miguel Arcanjo/Pilar do Sul/Salto de Pirapora/Sorocaba, afetará diretamente o pequeno e pobre município de Pilar do Sul;

8) Não se pode olvidar que a intenção do Governo do Estado é a de melhorar a qualidade da rodovia, de modo a evitar acidentes. No entanto, essa melhoria onerará sobremaneira a população do município de Pilar do Sul, de modo que afetará o deslocamento de pequenos produtores rurais e também de trabalhadores e estudantes que atuam em Sorocaba. Além disso, mesmo com o histórico de acidentes nestas rodovias, fato notório para a população de nosso município, em nenhum momento discutiu-se a possibilidade de instalação de postos da Policia Militar Rodoviária nos trechos em questão, de modo a promover uma fiscalização mais ostensiva e sem afetar o equilíbrio do orçamento familiar;

Anônimo disse...

9) Vejam ainda, nobres deputados, que a instalação de pedágios é, sem dúvida, uma questão de influência política. Em caso recente, o Governo do Estado de São Paulo realizou a duplicação da Rodovia Euclides da Cunha (SP-320), que liga os municípios de São José do Rio Preto a Santa Fé do Sul (trecho de 183 km), região teoricamente mais rica, se comparada aos municípios no contorno de Pilar do Sul-SP, sem a instalação de uma única praça de pedágio naquela rodovia;

10) Não é razoável que a população de nosso município seja prejudicada dessa maneira, tendo em vista que a instalação desses pedágios afetará diretamente o seu orçamento familiar. Exemplo claro da ausência de razoabilidade é o caso de um pequeno agricultor que, eventualmente, necessitará levar a sua mercadoria do seu sítio entre Pilar do Sul e São Miguel Arcanjo até Sorocaba. Nesse caso, serão três pedágios para um trecho que não atinge 60 km. Resta claro que esses projetos anunciados pelo Governo do Estado de São Paulo precisam e devem ser suspensos até um melhor estudo e debate por parte da população afetada.
10) Além disso, não houve uma única audiência pública para discutir a matéria, não houve um único projeto paralelo apresentado aos moradores dos municípios afetados, de modo a facilitar o acesso de sua população ao aglomerado urbano por meio de vias marginais, sem a necessidade do pagamento das taxas de pedágio;

11) A conservação e a preservação das estradas é um dever do Estado, de modo que os cidadãos são partícipes e financiadores desse processo, por meio do pagamento de impostos (IPVA, ICMS, ITCMD). Portanto, a qualidade dessa rodovia em questão não pode estar atrelada ao pagamento de onerosas taxas de pedágio, principalmente, nos municípios de Pilar do Sul e São Miguel Arcanjo, nos quais suas populações já sofrem com carências de emprego e educação.

VOSSAS EXCELÊNCIAS, É O APELO QUE FAÇO, COMO UM HUMILDE CIDADÃO DESTE MUNICÍPIO! ESPERO CONTAR COM O APOIO E CONSIDERAÇÃO DE VOSSAS EXCELÊNCIAS.

Encaminho aos Senhores, pois, em consulta à ALESP, V. Exas. possuem a base eleitoral na região de Sorocaba e/ou foram os deputados mais votados nas últimas eleições no nosso município.

NO AGUARDO DE UM RETORNO.
PILAR DO SUL, 25 DE FEVEREIRO DE 2016.

-----------------------------------------------------
NOME



Enviar para:

E-mail dos deputados estaduais da região e outros mais votados em Pilar/Presidente da Alesp

mlamary@al.sp.gov.br; raul@raulmarcelo.com.br; carloscezar@al.sp.gov.br ; deputadorodrigomoraes@al.sp.gov.br; egiriboni@al.sp.gov.br; cmachado@al.sp.gov.br; egalvao@al.sp.gov.br; echedid@al.sp.gov.br; fcapez@terra.com.br; jcaruso@al.sp.gov.br; hato@al.sp.gov.br

E-mail Gabinete do Governador
galckmin@sp.gov.br

Anônimo disse...

O colega das 15:37 com todo respeito é um otário mesmo, disse para os que não se encontram contentes que vá embora e o mundo é grande, concordo leigo, só você pagar a passagem, uma casa para mim lá fora e aí fica tudo ótimo.

E ao anônimo das 16:57 parabéns, falou tudo
Aplaudo de pé a sua resposta

Anônimo disse...

COLHE MAIS IMPOSTOS MUNICIPAIS ?
E quem será que vai bancar os impostos ?
Você sozinho ?
Não né, óbvio que a sociedade inteira. Vai dar MAIS aumento nos meus gastos, isso sim.

Maita disse...

Logo que as discussões iniciaram, já mandei um email para o gabinete do governador. Pedi para os responsáveis receberem uma documentação que ainda pretendo levantar.

A câmara municipal de Sorocaba fará uma audiência pública no dia 01 de abril sobre o tema. A audiência será aberta ao público.

Excelente texto, que serve muito bem como base para construirmos nossas defesas. A única exceção é o item 10 já que a ARTESP alega ter feito uma audiência pública sobre estas praças de pedágio no dia 28 de janeiro, contando com a "expressiva" presença de 30 pessoas.

Devemos sim nos organizar e alertar o executivo do estado de que está equivocado.

De qualquer forma, pretendo ir pessoalmente no palácio e protocolar um pedido para que a ideia receba uma discussão maior.

Anônimo disse...

Boa Tarde a todos, vamos analisar as consequências, a curto, media e longo prazo desses pedágios em Pilar do Sul, Salto de Pirapora, e demais localidades.
Será uma medida inflacionaria com resultados imediatos a população, diminuindo ainda mais o poder aquisitivo da população, pelos gastos gerados a deslocamentos, sejam particulares, a serviço ou para estudar. Além disso, os produtos agrícolas e industrializados são transportados por Rodovias, ou seja, para receber a produção ou para escoar, precisamos da Rodovia, desta forma há o encarecimento dos produtos, pois esses valores serão repassados ao consumidor final, ou seja, nós vamos pagar mais caros os produtos, aumento do custo de vida.
Devido à localização geográfica de Pilar do Sul, e de sua Zona Industrial nem pensar em grandes indústrias geradoras de emprego se instalar aqui, não existe atrativos aqui para essas indústrias.
Então o agronegócio e o turismo é que movimentam nossa economia, nossos produtos dos agronegócios perdem competitividade com os dos municípios mais próximos aos grandes centros de distribuição.
Continua.........

Anônimo disse...

continuação.....
Já em relação ao turismo, sabemos que Pilar do Sul, tem uma grande população flutuante de proprietários de chácaras, oriundos da capital e municípios da região metropolitana da capital paulista, tanto é nos finais de semana, a Sabesp não consegue fornecer água em quantidade suficiente a atender as necessidades dessas pessoas, agora com os pedágios o deslocamento ficará muito mais caro.
Sabemos que esses chacareiros deixam uma boa parcela de seu dinheiro no comércio local, supermercados, lojas de produtos agrícolas, produtos para piscinas, roupas, etc.
Com esse encarecimento do deslocamento a Pilar, irá ocorrer o seguinte muitos inicialmente irão, diminuir a quantidade de vezes que virão a aqui, após irão perceber que manter uma chácara aqui acaba por se tornar um fardo muito dispendioso, colocarão a venda para poderem adquirir em locais mais próximos a seus lares, que tenham características de interior e sejam menos dispendiosos.
Até me falaram que esses turistas viriam ela Rodovia Raposo Tavares e depois por Ibiúna pela Rod Bunjiro Nakao, que pai de família consciente irá arriscar sua a vida de sua família em uma rodovia toda tortuosa, cheia de curvas, quase sem pontos de ultrapassagem, utilizadas por caminhões lentos e pesados e que fogem dos pedágios.
Pergunto aqueles que defendem a vinda dos pedágios, será que melhores estradas vale a pena, vale a pena pagar a estagnação da economia de nosso município, vale a pena ver nossos filhos não só saindo para trabalhar nos grandes centros, como mudando suas residências para estes centros, vale a pena ver nosso município com uma população cada vez mais idosa, por que os jovens migraram em busca de oportunidades.
População mais idosa gera mais custo ao município na saúde, a saúde já não é das melhores nos pequenos municípios, filas imensas, demora no atendimento, demora em marcar exames mesmo com doenças graves. População menor e menor poder aquisitivo significa menor arrecadação municipal.
A grande verdade é que o Brasil tem uma das maiores cargas tributárias do mundo, e o menor retorno em benefícios à população, pagamos altos valores de impostos em tudo que fazemos, somos os patrões dos políticos, mas somos tratados como escravos, esses políticos que tem altos salários, contratados por nós através do voto, para administrar o Brasil, tem se mostrados como vemos nos jornais, em corruptos na grande maioria do atual governo federal.
Devido à crise financeira e politica hoje instalada, vemos a credibilidade financeira de o país ir por água abaixo, o endividamento crescendo cada vez mais, caminhando lado a lado com dólar, pois nessa moeda é que devemos e não em real.
continua.....

Anônimo disse...

continuação.....
Quando as autoridades são questionadas as respostas são as mesmas: eu não sabia, fui enganado me apresentaram relatórios enganosos é que fiz, no meu governo não.
Quando um administrador na iniciativa privada começa a dar prejuízo, em grandes empresas a primeira providencia é demitir o administrador imediatamente, se ele deu prejuízo por que assinou autorizações baseados em relatórios enganosos, redigidos por seus subordinados, a culpa é toda do administrador que não soube selecionar pessoas honestas para seu staff, se o administrador permite que se desfalque a empresa e nada faz, ele é conivente e será com toda certeza demitido, processado criminalmente e civilmente para ressarcir os danos causados.
Como patrões dos políticos é dessa forma que temos agir, não votarmos mais nos mesmos que nos roubam, aumentam ainda mais nossos impostos, nos fazem trabalhar cada mais para sustentá-los, alterarmos a Constituição para retirarmos poder de Deuses, que hoje possuem, um exemplo seria que todo aumento salarial e vantagens desses políticos, além de serem aprovados pelo legislativo, devem ser submetidos à apreciação popular para que o povo diga se realmente o trabalho desenvolvido por eles vale o que eles querem receber, que esses políticos também sejam submetidos ao regime da Consolidação da Leis Trabalhistas (CLT), seus planos de saúde oficial seja o SUS, que percam foro privilegiado para crimes comuns, que não haja necessidade de autorização do Supremo Tribunal para processa-los, que nossos Desembargadores e Ministros do Supremo Tribunal, sejam eleitos pela população e não indicados por governantes, que nossas Policias sejam unificadas e subordinadas diretamente ao poder Judiciário e não governantes.
Em suma a culpa do que hoje acontece no Brasil é culpa daqueles que vendem seus votos, votam sempre nos mesmos por mais ineficientes que sejam em nosso história tivemos um mártir que não se conformou com os impostos por Portugal ao Brasil, e por isso foi enforcado e esquartejado, por lei temos que homenageá-lo do dia 21 de abril, inclusive é feriado nacional, provavelmente os pedaços de seu corpo deve estar revirando na cova de vergonha do que transformou se o povo brasileiro, que não luta por seus direitos é assim que vejo grande maioria do brasileiro é pessoas sem memorias e acomodadas, temos e lutar contra essa penalização dos municípios que receberão pedágios, lembrem privatizações de estradas rendem milhões aos governos, que milhões esses que vão acabar saindo dos nossos bolsos, que irão beneficiar consórcios de empresas que irão pegar estradas prontas, começaram a cobrar os pedágios e obter lucros, pois primeiro se cobra, obtêm lucro, para depois se investir em melhoria, consórcio de empresas, não é o poder público, visa lucros, o poder público tem o dever de implantar melhorias ao povo, a empresa tem o dever de ser lucrativa para não falir.

Anônimo disse...

ONDE ESTÁ A ACE (ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E EMPRESARIAL), OS VEREADORES E DEMAIS POLTICOS, OS REPRESENTANTES DA REGIÃO METROPOLITANA DE SOROCABA, VÃO ESPERAR ACONTECER PRA DEPOIS TENTAR FAZER ALGO.

Anônimo disse...

Ficou a estrada por anos sem duplicar, agora duplicam (salto - Sorocaba) e provatizam ... colocam pedágio. por acaso, a empresa vencedora vai doar o $ público gasto? Isso é roubo do dinheiro público. A prefeita poderia reclamar ao governador em nome do povo que a elegeu.

Anônimo disse...

Ainda há pessoas que concordam com o pedágio ainda, vai falar o que? Nada é de graça!, não tem pedágio,mas é obrigatório o pessoal transitar em em uma estrada boa, impostos pra que ? Ipva?seguro obrigatório, tantos e tantos impostos pra que? Se ta ruim,é culpa da administração e reflexo do governo do estado de São Paulo sem falar que é o estado mais rico do país, UMA VERGONHA

Anônimo disse...

veja isto Sergio Santos:
http://www.jornalcruzeiro.com.br/materia/679051/alckmin-decide-parar-concessao-e-cancela-pedagios-na-sp-264

Anônimo disse...

Tanta discussão aqui por nada....kkk

Anônimo disse...

Por nada?
Acho que não. Parabéns ao Jornal Cruzeiro do Sul, parabéns ao blog do Sérgio Santos, parabéns a todos aqueles que se envolveram com a situação. Parabéns ao próprio Governador que voltou atrás em sua decisão. Tenho a convicção de que esse "volta atrás" do Governador se deve a pressões promovidas pela sociedade. É disso que precisamos: uma população envolvida, consciente dos seus direitos e obrigações de cidadão. Valeu a pena a nossa pequena mobilização nesse blog? Claro que valeu a pena....

Anônimo disse...

como faremos para participar???

Anônimo disse...

Parem de chorar e paguem o pedágio, senão o PSDB não vai ter dinheiro pra eleger Janete, Alckmin e se possível Aécio...

Postar um comentário

PUBLICIDADE