PM apreende três meninas com crack e maconha na Santa Cecília

O dinheiro e as pedras de crack apreendidas / Foto: Flávio Garcia.
Três adolescentes, de 12, 14 e 16 anos de idade, foram apreendidas pela Polícia Militar no início da noite desta quarta-feira (17) na rua Brasilino de Moraes Rosa, ao lado da escola Hilda Holtz Carvalho, na Santa Cecília, suspeitas de tráfico de drogas.

Segundo o boletim de ocorrência, uma guarnição da PM, com o cabo Batista e soldado Silva Oliveira, patrulhava a área dos 'boxes de lanches' quando avistaram as meninas, já conhecidas dos meios policiais pela prática de tráfico. Ao perceberem a aproximação da viatura elas dispensaram um pacote e foram imediatamente detidas. No pacote os PMs encontraram 16 porções de crack.

No destacamento da PM, durante revista pessoal feita pela cabo Catarina, foi localizado mais duas porções de crack e uma de maconha, que estavam escondidas sob as roupas das menores.

As meninas foram conduzidas à Delegacia de Polícia, onde a ocorrência foi registrada. O delegado Milton Andreoli determinou que as adolescentes de 14 e 16 anos fossem recolhidas à Fundação Casa. A de 12 anos foi liberada aos cuidados dos pais.

Uma das adolescentes, a de 14 anos, foi apreendida pela PM no dia 07 de fevereiro, também por tráfico de drogas. Ela estava com 12 porções de cocaína e seis de maconhae foi recolhida a Fundação Casa (leia aqui). Dez dias depois ela já estava solta e traficando, novamente, no mesmo local.
No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

10 comentários:

Anônimo disse...

Meu Deus, são três crianças, onde estavam os pais nessa hora? Deve haver punição também a esses irresponsáveis por abandono. O engraçado também é que nessa matéria foram apreendidas três menores e em momento algum foi citada a ação do conselho tutelar da cidade. Alias nunca é possível ver ação desse órgão, é só andar nas ruas da cidade em fins de semana que é possível encontrar muitos menores em horários impróprios e lugares impróprios, consumindo bebidas, cigarros e possivelmente outras coisas mais. Chega a dar dó, essas crianças já sofrem por terem famílias inconseqüentes e irresponsáveis, e o órgão que seria para aconselhar, proteger e cuidar é tão ineficiente quanto.

Anônimo disse...

A discussão vai além da irresponsabilidade dos pais, se há falhas, é no sistema como um todo, a União que diz que jovens e adolescentes não podem trabalhar( se esquecem que vivemos num país capitalista e que dinheiro é a moeda de troca, se não conseguem trabalhando, conseguem desta forma), o município é omisso no que diz respeito a criar meios para envolver estes jovens, nós, porque apenas criticamos e não nos envolvemos, porque é mais fácil jogar toda responsabilidade nos pais , na união , no municipio e qualquer um que possa aliviar nossa culpa, sejamos menos hipócritas e façamos tambem a nossa parte, ensinando valores com exemplos de vida.

Anônimo disse...

Estas drogas estão acabando com a juventude se bem que tem uns barbados nessa também atrás do muro indo pelo são Cristóvão amanhece cheio de pinos vazios que pegam nos bares por perto alguns bares na cidade está virando ponto de tráficos até de dia

Anônimo disse...

Tem que pegar o distribuidor grande elas são só aviãozinho.

Anônimo disse...

Bem lembrado sobre o Conselho Tutelar. Pedem o voto para entrar e depois só ficam cuidando de casos mais simples como adoções. Tenho filhos e nenhum bebe pois eu não bebo. Eles tem a liberdade de sair e sabem o que é certo. Eu tento ensinar a eles que toda liberdade tem sua responsabilidade. Fazemos a nossa parte como pais mas o Conselho Tutelar deixa muito a desejar em nossa cidade. Lá no centro é só passar após a meia noite em frente a antiga Paloma para ver o que é o caos da sociedade. Menores bêbados fazendo coisas que não ouso comentar aqui. A justiça no Brasil é de dar risada tem horas. Também como dá para fazer algo se tivemos um presidente famosos pelo cachacismo, uma presidente a beira de um impedimento, deputados e senadores envolvidos em escândalo de corrupção, empresários presos por corrupção, jogador sonegando impostos, novelas que mostram só violência e desvalores familiares, programas policiais que mostram bandidos ricos, fronteiras abertas, portos abertos, recolhimento de todo tipo de pessoas de outros países sem nenhuma necessidade de comprovação. Esse é o Brasil. coitado de nossos jovens.

Anônimo disse...

Mais crianças de doze anos não trabalham, isso é exploração infantil. Hipocrisia é dizer que por falta de emprego as pessoas fazem coisas ilegais, é o mesmo que dizer que os bandidos sequestram e roubam por falta de emprego e oportunidades, quem quer trabalhar trabalha, não escolhe emprego, enfrenta qualquer coisa. O município tem sim projetos para crianças e adolescentes, oficinas culturais, tem a APROAPI que emprega adolescentes, projeto Guri entre outros. Se crianças de doze, quatorze anos procuram esse caminho por dinheiro é porque falta valores dentro da casa. É fácil ter filhos, não educa los e por a culpa no governo e na sociedade. Quanto ao Conselho é função dele olhar por esses filhos de "ninguém" justamente para ampara los de tanto descasso.

Anônimo disse...

Venho de familia humilde e pobre. E nessas idades eu ja suava na roca pra ganhar meu dinheirinho , hj trabalhar nessa idade dizem que e exploracao infantil,gracas a essa educacao que recebi dos meus país nunca precisei mecher com porcarias de tipo algum pra sobreviver, nessa idade eu ja sabía o que era certo e errado.otra coisa tambem e esse tal estatuto da crianca e do adolescente que tinha que mudar uns quantos artículos se o menor nao podé buscar a vida trabalhando honestamente vai buscará a vida de outra maneira ou seja a deshonesta.

Anônimo disse...

Infelizmente valores e exemplos de vida só conseguimos transmitir para quem convive com a gente, então os maiores culpados dessa situação são realmente os pais, agora querer que o governo, o conselho por mais omisso que seja e escola resolvam esses casos é querer demais. Muitos pais mandam as crianças para escola e falam os professores, "não aguento mais essa criança", e ai o professor que se vire, tem algo errado ai, escola escolariza (ensina) e a educação, bons modos, valores, caráter e outros é função dos pais, não adianta querer repassar para os outros, pois, se cada pai e mãe fazer a sua parte diminuiria e muito esses problemas, mas, infelizmente não estão nem ai, dizem não ter tempo, e vou para por aqui, por que todo mundo já sabe de suas obrigações, mas, não estão nem ai...

Anônimo disse...

quanta hipocrisia, e falta de conhecimento leiam a lei 8069 art 136 e estudem as atribuições do conselho tutelar para depois editar coisas que não sabem ... a total responsabilidades é dos Pais .

Anônimo disse...

A própria lei 8069/90 no art 136 inciso I diz que o conselho deve atender às crianças e adolescentes nas hipóteses previstas nos artigos 98 e 105. No 98 diz que medidas de proteção são aplicáveis nos casos de falta, omissao ou abuso dos pais ou responsáveis, em razão da conduta da criança ou do adolescente. Ainda no art 101 verificada às hipóteses previstas no art 98 a autoridade competente poderá determinar as inúmeras medidas citadas na lei. No art 105 diz que atos infracionais cometidos por crianças e adolescentes devem ser consideradas as medidas citadas no art 101. Essas também são atribuições dos conselheiros assim como tantas outras citadas na lei.

Postar um comentário

PUBLICIDADE