TJ nega liberdade a motociclista bêbado que matou pedestre na Nova Pilar

Adriano (Drico) está preso acusado de homicídio doloso.
Foto: Reprodução da internet.
O Tribunal de Justiça do estado de São Paulo (TJ) negou um recurso e manteve preso o ajudante geral Adriano Jose Nascimento, 33, acusado de atropelar e matar o vendedor de sorvetes Isac de Goes Mendes, 58, na noite do dia 17 de janeiro no Jardim Nova Pilar (leia aqui).

O habeas corpus, com pedido liminar, foi impetrado pela defensoria pública, através do advogado Andre Paulo Francisco Fasolino de Menezes, alegando que Adriano, o Drico, está sofrendo constrangimento ilegal por parte da juíza Karina Jemengovac, que converteu a sua prisão em flagrante em preventiva, segundo ele, desnecessária.

A defesa alega ainda que Adriano tem endereço fixo, ocupação lícita e que a prisão preventiva é desproporcional, porque “caso condenado, será imposto mais brando regime e mesmo substituída a pena privativa de liberdade por restritivas de direitos, o que torna o presente cárcere desproporcional”.

O recurso foi julgado no dia 02 de fevereiro pelo desembargador Alex Zilenovski, que disse não vislumbrar o constrangimento alegado pela defesa. De acordo o magistrado, o acusado foi preso mediante decisão fundamentada e negou liminarmente o habeas corpus.

Relembre

Segundo o boletim de ocorrência, Adriano José Nascimento estava embriagado e conduzia uma motocicleta Honda CG 150 quando atropelou o pedestre e fugiu sem prestar socorro (aqui).

A vítima foi socorrida, mas não resistiu as múltiplas fraturas e morreu ao dar entrada no pronto socorro da Santa Casa.

Com informações de testemunhas, Adriano foi localizado e detido pela PM na sua residência e um exame clínico na Santa Casa atestou que ele estava embriagado.

De acordo com a polícia, Adriano já era reincidente por embriaguez ao volante e, inclusive, estava com a carteira de habilitação (CNH) cassada por envolvimento em outro acidente com vítima. Além disso, a motocicleta Honda CG 150 estava com o licenciamento (CRLV) vencido.

O delegado Oscar Garcia Machado Junior autuou Adriano em flagrante, sem direito a fiança, por embriaguez ao volante e homicídio doloso na direção de veículo automotor (com dolo eventual), já que, com a CNH suspensa e embriagado, ele assumiu o risco de matar.
No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

8 comentários:

Anônimo disse...

maldita bebida, as duas famílias são gente super do bem, lamentável o que aconteceu, lamentável...

Anônimo disse...

Tanto o Drico quanto o rapaz do caso do facebook falso, merecem uma nova oportunidade, erraram sim, mas quem não erra?

Anônimo disse...

Anônimo das 17:08 se você ler com calma a reportagem, vai ver que esse rapaz "Drico" já teve outra oportunidade! E mesmo assim não aprendeu, ou seja assim que ficar livre irá fazer novamente! E não colocamos família no meio, eles não tem culpa por ter uma laranja podre no meio deles! Sinto muito a família desse homem que se foi, com certeza deixou esposa e filhos. Lamentável saber que tem pessoas que aceitam isso.

Anônimo disse...

"coitadinho do drico" a vá! coitado do homem q morreu atropelado isso sim! essa pessoa ai de cima só pode ser amiguinho de boteco desse drico... o cara bebe e assassina uma pessoa e ainda tem gente q defende!? e como disse o nosso amigo das 19:45 ele já teve a segunda chance pois já eh reincidente nesse crime...tomara q a justiça seja justa e ele pague pelo q fez!

Fabiana Stos Fonseca disse...

Entendo q vc deva ser uma senhora que deve sofrer muito com algum parente ou parentes problemáticos e se esconde na igreja e prega o perdão a todos, mas tudo tem limites, o coitadinho do babado eh reincidente! E o coitadinho do face fake eh um projetinho de pedofilo, por q não se comunicava com mulheres maduras, somente adolecentes, pelo amor de Deus se venha para o século XXI.

Anônimo disse...

parabens anonimo das 9.37
tem que paga mesmo so nao vai bebe mais porque na cadeia nao entra se nao ta bebado lah tambem
parabens pelas linda mensagem que escreveu

Anônimo disse...

Pague pelo que fez, q nesse tempo preso reflita por tudo que fez...ai qndo sair dela com certeza terá uma segunda chance....q aprenda a lição primeiro....

Anônimo disse...

As pessoas confundem Nova Chance com sair ileso dos seus erros.

Tanto um, como o outro tem que ser punidos para "merecerem" outra oportunidade.

Postar um comentário

PUBLICIDADE