Mulher fica ferida após capotamento de veículo na vicinal SPV-093

Uma mulher de 47 anos, que reside na Reunidas, ficou levemente ferida após capotar um Fiat Siena na estrada vicinal José de Almeida Rosa (SPV-093), trecho entre os bairros Reunidas e Boa Vista, no final da tarde desta quarta-feira (23).

A mulher, que estava sozinha no veículo e trafegava sentido bairro-centro, disse que, ao desviar de um buraco, perdeu a direção na curva e capotou. O carro foi parar fora da pista, em cima de arbustos que amorteceram o impacto.

Uma ambulância do SAMU socorreu a mulher até a Santa Casa. A Polícia Militar, com os soldados Sara e Joaquim, atendeu a ocorrência.

Por causa do acidente, o tráfego ficou lento nos dois sentidos e teve que ser interrompido para a remoção do veículo, que teve poucos danos.

Fotos: Sérgio Santos.

No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

35 comentários:

Anônimo disse...

A cidade e essas estradas ta so buraco..mtos buracos mesmo as vezes precisamos invadir a contra mao pra desviar um perigo

Anônimo disse...

manda a conta para a prefeitura

Anônimo disse...

É ano político moçada...!!! que estamos esperando.....boa protestar...não foi assim que os funcionários públicos conseguiram seus direitos...nós cidadãos também temos, afinal pagamos impostos, e caro, muito caro....

Marcelo disse...

Moro aqui na reunidas e a prefeitura abandonou esse lugar nem lixeiro está passando aqui. Lamentável

Nagato Yahiko disse...

foi nesse buraco que entortou a roda da minha moto =/

Anônimo disse...

Enquanto caminhões com excesso de peso estragam nossas ruas e estradas, enriquecendo apenas os donos das transportadoras, a população sofre tendo seus veiculos destruidos e correndo perigo com tantos buracos.
A prefeitura deveria tomar ações para impedir esse abuso e consertar os estragos, enviando a conta para quem se beneficia desse frete abusivo e perigoso. Não é necessario citar nomes, pois todos sabem quem são os responsaveis por esta situação que piora a cada dia que passa.

Anônimo disse...

Realmente... A população tem q se reunir e cobrar a prefeitura por sua responsabilidade q é manter nossas estradas conservadas... Kd essas "autoridades"?? Td igual o Lulaaaa... Os bacanas só de boa... E a população que se ferre!!! Bora protestar galera!
Ahhh... E esses empresários com esses caminhões destruindo toda nossa cidade... As guias, tão quebrando td... E a fiscalizaçao pública tapa os olhos pra isso! Gente vamos bota pra quebra!!! Tá td errado... Começando pelo nosso município.

Anônimo disse...

Eeeee Pilarzinho só Deus mesmo eim...

Anônimo disse...

Além dos buracos tem lugar que nem acostamento tem perdidos de mato

Anônimo disse...

Eu não sei como uma cidade pequena como Pilar, entre 6:30 e 8:30 da noite enquanto estive aguardando um culto numa igreja acabar em frente ao mercado Central pude contar a passagem de 8 bi trens carregados de madeira, tá correto isto, pode? será que estes enormes carros enrabando carros pequenos e carregados estão certos de cortar a cidade para chegar ao seu destino, será que a empresa não tem um outro lugar para deixar estes veiculos, não falo só por mim, mas que outros também vejam e vamos cobrar destas autoridades que estão com seus braços cruzados, e só espera acontecer para depois tomar alguma atitude.

Anônimo disse...

O pézinho no acelerador ninguém fala nada.

Larguem de reclamar dos caminhões e do eucalipto pois eles são a maior fonte de renda de nossa cidade. Não sejam hipócritas. Pensem analisem.
Os buracos são por conta das chuvas e da má qualidade do asfalto.
Do lado de Sarapuí tá muito pior e não passa os caminhões de madeira que tanto vocês reclamam.

No Brasil inteiro a situação das estradas está ruim e não é por culpa dos caminhões de madeira.

Analisem antes de falar. Pilar do Sul tem por baixo 300 motoristas profissionais só na madeira. Tem umas dez serrarias que só usam eucalipto. A maioria das pontes rurais são feitas de madeira doada pelos produtores de eucalipto, pelas transportadora e pela Suzano. Aí ninguém lembra.

Anônimo disse...

É lamentável a situação do asfalto tanto na área urbana quanto na rural...são verdadeiras panelas e não mais buracos, em ser questão ou não de caminhões que trafegam, os buracos estão lá. É uma falta de planejamento e de consideração com o cidadão. Enquanto "estamos" protestando apenas por essa Coisa que se tornou o governo federal, estamos esquecendo de nos importarmos e protestarmos com o municipal, que está deixando a desejar!

rafael disse...

parabéns pela colocação. essas carretas de lenha com super excesso estão acabando com as estradas. cabe ao órgão de direito fiscalizar essas caretas e sua respectiva transportadora pelo excesso nítido de peso

rafael disse...

se andarem no peso certo seria 600 motorista!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Uma coisa eu digo....se pesar esses caminhoes todos estao com excesso d peso. Estragam o asfalto e colocam vidas em risco. Exemplo d asfalto estragado é ali na avenida do ctc...

Anônimo disse...

Os caminhões estão vindo de Sarapuí!!! Acho ki o anônimo das 8:39 está por fora mesmo.... Para de ser puxa saco....

Anônimo disse...

Prezado: Hipócrita é quem não quer ver a realidade! Qual o benefício que treminhões e bitrens com excesso de carga acabando com nossas vias e colocando muitos em perigo trazem para o município? Nenhum ! Muito pelo contrário, só prejuízos! Se as leis fossem observadas e obedecidas, ai sim haveria beneficio com mais empregos com remuneração digna para todos.

Anônimo disse...

O Sr. está equivocado em afirmar que os caminhões de eucalipto são a maior fonte de renda desta cidade.

O plantio, corte e transporte de eucalipto somente enriquecem uma minoria de empresários; pois, em relação ao alto faturamento geram poucos empregos, empobrecem o meio-ambiente estragando o solo e principalmente com o transporte irregular muito acima do peso permitido, estragam nossa ruas e estradas.

Anônimo disse...

Se alguém quiser pode conferir o peso dos tritrens que transportam madeira da Suzano pois são obrigados a andar no peso certo senão não recebem a madeira na fábrica.

Anônimo disse...

É lamentável o que acontece em Pilar.
Só para pontuar nesse dia´logo aberto.
Ao lado da Associação Comercial tem um escritório de advocacia que tomou conta da calçada e quem tem cadeira de roda não consegue passar. Aliás nem pedrestre pode passar quando o proprietário coloca os veículos lá. E ainda colocou proibido estacionar na frente e pintou a sargeta de amarelo por conta.
Outro ponto é aquele pessoal do Posto Garcia que usa a Avenida como estacionamento particular. Eu já bati duas vezes o meu carro por baixo. Mas quem vai pagar meu escapamento quando quebrar?

Anônimo disse...

independente se é caminhão de lenha ou não pouco importa,,eles também pagam I.P.V.A, e muitos outros impostos. O dinheiro do I.P.V.A, é pra manutenção de estradas e rodovias, e todo mundo sabe que a população de carros de Pilar do Sul esta maior a cada ano. isso quer dizer mais dinheiro no cofre da prefeitura com imposto do I.P.V.A. E se ta entrando mais dinheiro e a manutenção não esta sendo feita é por falta de vergonha dessa administração da prefeitura

Anônimo disse...

Anônimo das 13h30m V.Sª está inteiramente enganado e V.Sª é quem está equivocado.
Vamos citar somente algumas empresas:
• Garcia Eucalipto
• Garcia Florestal
• Transcarvalho
• Maia
• Ouro Safra
• Valdinei
• Carstran
• Beninha
• Joaquim Brisola
• Valdir Ivanov
• Yokotobi
• Dr Claudio
• Serraria do Lino 1 e 2
• JM Comercio de Madeira
• Madeireira Nossa Senhora Aparecida
• Madeireira Stela Maris
• Serraria Morro Azul
• Serraria Santa Clara
• Célio Garcia
• Mario Mineiro
• Futura.
São todas empresas que geram muitos empregos a nosso município e que trabalham com eucalipto e caminhões.
Olha que ainda não mencionei as empresas que fazem o plantio, os tratos e a colheita do eucalipto. Veja a quantidade de operadores de motosserras que trabalham em nossa cidade, bem como as empresas que vendem produtos para essas empresas.
Veja onde essas empresas compram as cestas básicas ou onde seus funcionários compram comida, roupas, bebidas, cortam o cabelo e outras coisinhas mais.
Sem falar nas empresas que prestam serviços a essas empresas que também geram empregos, renda e impostos ao município.
Quer que elas fechem? E onde essa gente vai trabalhar?
Por acaso você sabe quanto de IPVA, ISS e outros impostos mais essas pessoas geram para nosso município? Com certeza não sabe.
Crê que seu trabalho sem o eucalipto e sem os caminhões vai sobreviver. Pobre coitado.
Antes de falarem besteiras sobre os caminhões, sejam eles tritrens de eucalipto, cereais ou verduras vejam o que trazem de bom para nosso município.
Será que eliminar caminhões e eucalipto de Pilar do Sul vai melhorar algo.
Sobre o meio ambiente estude e me traga argumentos científicos ou históricos para falar algo sobre o eucalipto. Pilar do Sul é a Nascente das Águas. Veja onde estão as nascentes e veja se não tem eucalipto protegendo-as. Imagine sem eucalipto se existiria árvores nativas suficientes para a demanda da população.
Estude bastante sobre o assunto depois venha falara algo que não sabe.
Na verdade meu caro das 13h30m você está totalmente enganado.
Por favor não fale tanta asneira.

Anônimo disse...

Os caminhões saem de Pilar do Sul e carregam antes de Sarapuí. Não sou puxa saco. Meu salário vem daí.
Somos 125 profissionais da estrada e mais 8 operadores ganhando com louvor nosso salário e gastando aqui em Pilar do Sul.

Anônimo disse...

Verdade mesmo. A calçada é do povo. Recuo deve ser de pelo menos 4 metros e lá não dá nem 3.

Anônimo disse...

Esse pessoal que esta falando que os caminhoes estao com excesso de peso ñ sabem o que estao falando, pra ir ate a cidade de suzano tem que passar por uma balança na rodovia castelo branco, vcs acham que as transportadora iriam carregar os caminhoes com excesso de peso, se vcs ñ sabem excesso de peso gera multa, imagine se tivesse que pagar multa de cada caminhao que passar com excesso, ñ comentem o que vcs ñ sabem

Anônimo disse...

Falo com propriedade que andam com excesso de peso pois isso veio da boca d um motorista dos fortão d pilar....excesso d peso sim senhor, q beneficia o empresario e estraga nossos asfaltos...

Anônimo disse...

Todos sabem que os caminhões trafegam com excesso de carga. Tanto é verdade, que muitas vezes a carga está tão alta que arrebenta fios elétricos e telefônicos. Haja visto o numero de consertos que as concessionárias fizeram ultimamente. E, além do mais, se estivessem dentro da carga permitida, não fariam o estrago que estão fazendo nas vias públicas.

Maita disse...

Há legislação que permite o tráfico destes caminhões, portanto, tudo normal. O que temos que pensar é na construção da via pública. É necessário estudo e adequação. O sistema de licitação por lotes faz com que a empresa venha e faça o minímo e vá embora. Não é considerado o histórico da localidade. O asfalto é feito aqui como se fosse feito para a avenida paulista ou Campos do Jordão, sem considerar a atividade econômica da cidade. Esse é o verdadeiro mal. É bem verdade que para a qualidade do asfalto/fundação que temos, estes transportes jamais deveriam sofrer alguma restrição. Mas esse não é o problema e sim a forma como a via foi feita. Imaginem a pista de Congonhas ou Viracopos, por exemplo. Elas recebem muito mais tonelagem por minuto e ainda sim não há sinal de problemas na pista, que também é de asfalto. Se fosse a massa o problema(popular peso), um Boeing 777 nunca pousaria, já que opera com carga máxima próxima dos 350.000 Kg. O que falta é comprometimento de todas as partes.

Anônimo disse...

Aff maita e suas consideraçõe sem noção. Então quer dizer que o asfalto tem q ser feito pra suportar peso de boing carregado?? Ta certo...genial idéia...por onde começamos para cobrar tal medida...??

Maita disse...

Não Boeing carregado, mas escoar a produção econômica da cidade. Isso é fato. O Canadá, que tem o norte madereiro possui estradas adequadas para escoar sua produção. É lá não é eucalipto e sim Carvalho, mógno e outras árvores de grandes troncos. Ou você faz a estrada de maneira adequada ou não faz. Não é uma questão de simples cobrança e sim de gestão pública participativa. Antes de se lançar um edital, algumas considerações devem ser feitas. A sociedade como um todo consultada. Quem faz uma estrada não pode achar que está fazendo um favor para nós. Deve ser muito sério. Essa falta de cobrança por nossa parte resultou em duas tragédias. A curva a direita, sentido pilar-salto, logo após o km 137, o DER economizou 5 metros de guardrail. Foi exatamente onde aconteceu o acidente com o Bruninho que jogava bola comigo. Pouco antes, por volta do km 136/135, a mesma economia de 5 metros de guardrail. Aconteceu o acidente com o ônibus da prefeitura e a morte de uma estudante, minha colega de UFSCar na época. Quando achar que estou exagerando, pense na famílias que perderam seus entes queridos diante do descaso do poder público. O exemplo do Boeing é para pessoas de pensamento pequeno como você acharem que as coisas só funcionam com proibições. Pense um pouco em planejamento e engajamento público, coisa que estamos muito longe de conseguir. Não basta vir aqui e espalhar a manta asfáltica, tem que fazer fundação, estudar a angulação das curvas, considerar o escoamento adequado de água entre outros tantos fatores. Se há legislação que permite o transporte pesado de madeiras, então a estrada deve fornecer condições. Ou o Sr(a) gosta da adrenalina de passar no km 137 e sentir que tudo vai desabar a qualquer momento? Enquanto pensarmos assim, nossa cidade, nosso estado e nosso país sempre estarão em segundo plano, fadados ao assim tá bom.

Anônimo disse...

Nossa discussão aqui maita era: caminhões com excesso de peso. Seu poema é bonito e utopico, esquece q mora no Brasil e q o problema n é planejamento e sim cultural. Td isso q vc sonha vem d berço, se constrói a longo de séculos. N venha falar besteira. Use sua intelignência e nos ajude a combater o excesso de peso q ja está d bom tamanho. Forte abraço seu ruim de bola.

Anônimo disse...

Bando de ignorante nao sabem oq falam os buracos sao por causa das chuvas e falta de manutencao nas estradas veja se a castelo branco tem esses buracos pra depois falar de excesso de pesos

Maita disse...

Então porque moro no Brasil vou desistir de tudo? Vou abaixar a cabeça para tudo que está errado? O problema nunca foi excesso de carga. Veja Castelo Branco co disse um colega. Veja trechos do rodoanel. Lá se juntam cargas de todo o país e a via aguenta, da conta do recado, porque mais do que fazer uma estrada o governo queria dar um recado: Esta é a força de São Paulo. Lá houve planejamento e execução. Aqui não.

Insisto! O problema nunca foi excesso de carga e sim o trabalho feito de maneira desleixada. Como explica o lado direito do trevo que inicia o caminho para piedade, próximo ao antigo posto Ipiranga? Ali não passa nenhum caminhão carregado de madeira. Há um desnível de quase um palmo e há tubulação aparente. Os caminhões passam por ali retornando, já vazios. Qual a desculpa para isso?

REVOLUCTION disse...

Bom essas cerretas nao andam com excesso de peso de maneira alguma....é o asfalto mesmo que é de má qualidade serviço mal feito nao que eu esteja apoiando as tals empresas,pois as mesmas pagam impostos e contribui para a cidade como emprego e etc.
Mas precisamos cobrar dos engenheiros de trafego da cidade, se é que tem engenheiro kkkk pois a cidade nao suporta esse tipo de transporte dentro da cidade.lembrando que nao é só carreta de lenhas minha gente...tem carreta de milhos e sojas que contam o centro da cidade.Devemos cobrar tambem por melhoria nos asfaltos da cidade pois tem mais buraco do que asfalto e ja faz muito anos que precisamos de uma recapeamento em vairias avenidas de pilar como a PAPA JOAO .....avenida SANTOS DUMONT e etc nao contando com as vicinais que é o dever do DR que esta falido.

Anônimo disse...

PRIVATIZEM JÁ
O QUE ESTAVAMOS DEBATENDO AQUI É
OS PROBLEMAS DE BURACOS PELA CIDADE INTEIRA, E AGORA A PASSAGEM DE CAMINHÕES, TREMINHÕES CARREGADOS DE LENHA, PASSANDO POR DENTRO DA CIDADE DE PILAR, NO HORARIO ENTRE 17H30 E 18H30. O PERIGO ESTA EM QUE PARA A PASSAGEM HÁ SEMAFOROS, MOTOS, CICLISTAS, PEDESTRES, ANIMAIS E VEICULOS PEQUENOS. E SE UM CAMINHÃO DESTES MATAR ALGUÉM NESTE PERCURSO, DE QUEM SERÁ A CULPA PELA NÃO PREVENÇÃO AUTOMOBILISTICA, PORQUE LENHA É LENHA E PODE CAIR EM QUALQUER UM.

Postar um comentário

PUBLICIDADE