Mulheres são presas tentando aplicar golpe no INSS em Pilar do Sul

Dinheiro e celulares apreendidos / Foto: Divulgação.
Duas mulheres foram detidas pela Polícia Militar no início da tarde desta quinta-feira (16) tentando aplicar um golpe no INSS – Instituto Nacional da Seguridade Social, em Pilar do Sul.

De acordo com a polícia, Maria Caroline Lopes, 35 anos, e Talita Caroline Miranda Pereira, 18, foram até a agência da Previdência Social, localizada na avenida Miguel Petrere, e utilizando documentos falsos tentaram dar entrada no Fundo de Garantia (FGTS). O golpe foi percebido pelo funcionário que acionou a PM.

As mulheres foram abordadas pela PM que ao checar os documentos descobriu divergência entre os dados. A falsificação era tão grosseira que inclusive a numeração do Registro Geral (RG) de um dos documentos apontava como sendo de um homem.

Durante vistoria, os policiais apreenderam diversos documentos falsificados em nome de pessoas diferentes, como RGs, CPFs, PIS, carteiras de trabalho e rescisões trabalhistas em nome de uma empresa madeireira, que seriam utilizados para dar entrada no requerimento do FGTS e fraudar o INSS. Na revista pessoal e no veículo, um Fiat Pálio cor prata, utilizados por elas, os PMs encontraram ainda um total de R$ R$ 1.134 em dinheiro e uma agenda telefônica com diversos nomes, anotações e senhas.

As mulheres foram apresentadas na Delegacia onde o delegado Milton Andreoli informou que, por se tratar de tentativa de fraude a um órgão federal, a ocorrência deveria ser apresentada na Delegacia de Polícia Federal em Sorocaba. 

Em depoimento, Maria Caroline Lopes confessou a tentativa de golpe e revelou que já há algum tempo vem cometendo este tipo de crime. Disse que os documentos foram adquiridos na Praça do Canhão, em Sorocaba, de uma pessoa que ela conhece apenas pelo vulgo de Nando.

Diante dos fatos, o delegado da Polícia Federal, Antonio Celso Sotilo, determinou a prisão em flagrante das duas mulheres pelos crimes de estelionato e uso de documento falso. 

Maria Caroline Lopes e Talita Caroline Miranda Pereira, ambas moradoras de Sorocaba, foram recolhidas ao Presidio Feminino de Votorantim. Uma terceira mulher de 20 anos de idade, que acompanhava a dupla, foi ouvida e liberada.

A equipe do sargento Márcio, comandante da PM local, cabos Simone e Cardena, soldados Alexandre e Willian, além de uma viatura da 3ª Companhia (Salto de Pirapora), composta pelo cabo Jeferson e soldado Vinicius, participaram da ocorrência.
Talita Caroline e Maria Caroline são acusadas de estelionato / Foto: Divulgação.
No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

PUBLICIDADE