Armadilha de caça mata égua de estimação em área verde próximo ao Canil Municipal

Uma armadilha clandestina de caça instalada em uma área verde na Zona Industrial matou uma égua de estimação do mecânico Evandro Ricardo Nogueira.

Ele cotou que na segunda-feira (04) foi avisado por um amigo que o animal tinha escapado do piquete do sítio onde ele a mantinha.

Ao procurar a égua pelas imediações, o mecânico adentrou a uma área verde e de preservação ambiental às margens do rio Turvo, próximo ao Canil Municipal, e teve uma surpresa chocante. O animal estava enforcado e morto em uma armadilha de caça.

Segundo as informações, caçadores colocam as armadilhas para capturar capivaras. É uma espécie de forca, feita com cordas e uma ceva. Atraído pelo alimento, o animal pisa na armadilha e é automaticamente laçado.

Revoltado, Evandro contou que a égua foi atraída por milho e laçada. Desesperada, ela tentou se soltar e, na ânsia da morte, acabou caindo de um barranco e se enforcando de vez.

A égua de 04 anos, porte médio e sem raça definida, estava com a família havia um ano e meio e deixa uma filhote fêmea de três meses de idade.

“A família inteira está muito triste e inconformada com o ocorrido. Meu filho de 03 anos era muito apegado ao animal e ainda não encontraram nenhum meio de dar essa trágica notícia para a criança”, disse Evandro.

Um boletim de ocorrência foi registrado e a Polícia Civil está investigando o caso.

Fotos: Divulgação.

No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

3 comentários:

Rodrigo Ferreira disse...

Eu fico revoltado com coisa dessa coitado do animal a pessoa que fez essa armadilha deveria morrer enforcado para sentir o mesmo que o animal sentiu

anon disse...

verdade,Rodrigo.

Viviane Nasgewitz disse...

Apoiado Rodrigo !Penso a mesma coisa !Tristeza...

Postar um comentário

PUBLICIDADE