Secretaria de Saúde intensifica o Programa Hiperdia, de atenção à saúde do adulto

Na sexta-feira (05) no PAM “Cecilia Urias de Moura”, bairro Campo Grande, aconteceu mais uma atividade de saúde na prevenção e cuidado da pressão arterial e diabetes para os pacientes cadastrados no Programa Hiperdia daquela Unidade de Saúde.

Atualmente 440 pacientes estão cadastradas no programa, sendo que 300 fazendo uso diário de medicamentos anti-hipertensivos e os demais estão no programa para cuidar do diabetes.
A atividade tem por objetivo marcar o início de um novo modelo de cuidado na hipertensão e diabetes, duas doenças crônicas que, se não forem cuidadas a tempo e com seriedade, podem ocasionar sérias complicações como acidente vascular cerebral, IAM, cegueira, comprometimento no sistema renal e etc.

Com esse novo modelo de atendimento espera-se reduzir os altos índices de internações por complicações causadas por hipertensão e diabetes, que representa um desafio enquanto política pública de saúde no município. 

A dinâmica contou com a participação de 37 pacientes que passaram por uma triagem de atendimento de enfermagem, como aferição de pressão arterial, glicemia capilar e peso, com a técnica de enfermagem Simone. Na sequência foi realizada ginastica laboral e orientação nutricional com a Dra. Débora. No encerramento foi servido um delicioso café a todos os participantes do evento.  

O novo modelo de atendimento aos pacientes do Programa de Hiperdia foi uma iniciativa do enfermeiro Jeremias de Oliveira que, junto com sua equipe de saúde, está empenhado para proporcionar melhor qualidade de vida aos pacientes e em médio prazo de tempo obter melhor índice indicador no cuidado com a saúde do adulto.

Fonte: Secretaria de Saúde e Bem Estar (texto e foto).
No Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. MTB 51.754/SP.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar com Facebook

1 comentários:

Robson do Amaral disse...

Triagem??????
Cheguei com minha tia no PAM as 6:00 da manhã outras pessoas que chegaram as 4:40 de outra cidade e da zona rural quando foi as 8:00 os pacientes perguntando sobre a médica e a própria enfermeira não quis dizer o que estava acontecendo aí quando foi 8:30 eles vieram dizendo que o médico não iria atender e pediu para os pacientes participarem de um pequeno café com 1 pacote de bolacha e 1 garrafa de café e ninguém aferiu pressão muito menos diabetes e nada disso apenas foi remarcado para o mês de Outubro que o médico tem problemas pessoais ou não todos sabemos o que e um absurdo e o descaso que tem com nossos idosos todos os pacientes têm o cartão do PAM e neste cartão tem o número de todos porque não pode ligar avisando assim as pessoas nao perdem tempo indo até lá pessoas que se locomovem de outra cidade e zonas rurais ou que tem que ir com responsaveis. Muito 10 fazer alongamento ginástica mas vamos tornar isso mais comum pra se tornar um hábito não apenas quando oedico não vem e eles vêem isso como um escape!
Obrigado.

Postar um comentário

PUBLICIDADE