Mulher com perfil falso no Facebook é presa acusada de vender objetos furtados no ‘barganha’


A Polícia Civil de Pilar do Sul prendeu no final da tarde desta sexta-feira (09) uma mulher de 23 anos, acusada de vender objetos furtados por meio de um perfil falso na comunidade de vendas denominada ‘Barganha Pilar do Sul’ na rede social Facebook.

De acordo com o SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil, o esquema foi descoberto quando a equipe investigava uma série de furtos à residências na cidade e, principalmente, à chácaras de veraneio nos bairros Cananéia e Reunidas, na zona rural.

O SIG desconfiou de objetos de origem duvidosa à venda no ‘Barganha’. Refinando a pesquisa, os investigadores suspeitaram de uma mulher, identificada como Jennyffer Elly Murat, que possuía um grande volume de objetos, desde sapatos até eletroeletrônicos e ferramentas, à venda.

Aprofundando a investigação, os policiais descobriram que se tratava de um perfil falso e identificou a verdadeira responsável pelas vendas dos objetos, Jessiele Antunes, moradora do bairro Bandeirante, zona rural.

O delegado Oscar Garcia Machado Junior solicitou, e a Justiça concedeu, mandados de busca domiciliar na casa da mulher e em outros lugares suspeitos nos bairros Pinhal, Reunidas, Cananéia e Bandeirante.

Nesta sexta-feira (09) os Policiais Civis, Reinaldo Fabri, Carolina e Eduardo, cumpriram o mandado judicial e, além de prender a mulher, apreenderam uma grande quantidade de objetos furtados, sendo que vários deles já foram reconhecidos pelas vítimas.

De acordo com a Polícia Civil, Jessiele Antunes admitiu que os objetos eram produtos de furto, que seu marido, Ailton Bezerra dos Santos, 24, furtava as residências e ela os revendia no site Facebook.

No celular dela, os policias encontraram o perfil falso utilizado por ela para fazer as negociações no Facebook. De acordo com a Polícia, uma prova cabal do crime.

Jessiele Antunes apontou uma mulher de 61 anos a quem havia vendido uma TV de 37 polegadas. A idosa foi localizada na sua residência no Jardim Nova Pilar, onde os policias recuperaram o televisor. A mulher disse que comprou a TV pela internet e que jamais suspeitou que fosse furtado e se prontificou, de imediato, a devolvê-la. A idosa foi conduzida para a delegacia, onde prestou depoimento e depois, partindo do princípio que se tratava de um terceiro que agiu boa fé e que foi ludibriada por Jessiele Antunes, foi liberada. A TV foi reconhecida por uma das vítimas.

Ainda no celular de Jessiele Antunes a polícia já identificou outros prováveis compradores dos demais objetos furtados e espera que eles se apresentem espontaneamente, o quanto antes, na Delegacia e devolvam os objetos, a fim de não serem considerados como investigados e até presos por receptação de produtos furtados, ou roubados.

Jessiele Antunes foi autuada em flagrante acusada de receptação, crime tipificado pelo Código Penal, art. 180, com a agravante de ter exposto a venda (parágrafo 1º) os objetos que sabia ser produto de crime, com pena de três a oito anos de reclusão, e multa. Pela agravante, a mulher não teve direito a fiança e foi recolhida a cadeia feminina de Votorantim.

O marido não foi localizado, mas os policiais foram informados que, enquanto eles estavam na sua residência apreendendo os objetos e detendo a mulher, ele estava escondido na mata, observando tudo a distância.

De acordo com a Polícia, Jessiele Antunes utilizou fotos coletadas na internet para montar o perfil falso, que ainda continua ativo em nome de Jennyffer Elly Muratt (veja aqui).

RECEPTAÇÃO É CRIME - Quem compra objetos furtados ou roubados comete o crime de receptação (artigo 180 do Código Penal), cuja pena pode chegar até 8 anos de prisão e multa.

Incorre na mesma pena quem compra o objeto furtado, ou roubado, mesmo que sem saber e de boa fé, uma vez que deve averiguar a procedência dos objetos antes de comprá-los.

Perfil falso utilizado por Jessiele para negociar os objetos furtados / Reprodução do Facebook.
As vítimas devem comparecer na Delegacia para reconhecer os seus objetos / Foto: Polícia Civil.
A Polícia Civil realizou buscas na casa da acusada / Foto Polícia Civil.


Compartilhar no Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. Editor responsável pelo Blog do Sérgio Santos. Registro de Jornalista MTB 51.754 / SP.
    Comentar
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário