Mulher acusada de incendiar e matar ex-marido será julgada nesta quarta-feira


Será realizado nesta quarta-feira (15) o julgamento de Tânia Michels Behn, 43 anos, acusada de incendiar e matar o ex-marido, Vanilton Coelho da Silva, então com 40 anos.

O crime ocorreu há quase seis anos, em 25 de junho de 2011. Segundo a denúncia, se aproveitando que o ex-marido dormia, a mulher jogou gasolina nele e ateou fogo.

Com queimaduras em 70% do corpo, Vanilton morreu 17 dias depois no Hospital das Clínicas em São Paulo (leia aqui e aqui).

Tânia Michels Behn alega que era agredida constantemente pelo ex-marido, de quem estava separada, mas conviviam na mesma residência, e que, depois de uma discussão, agiu em legítima defesa.

Mas para o Ministério Público a ré agiu com manifesta intenção de matar e a denunciou por homicídio triplamente qualificado: motivo fútil, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima, cuja pena é de 12 a 30 anos de reclusão.

Como se apresentou espontaneamente à Delegacia, Tânia Michels nunca foi presa e responde o processo em liberdade.

A sessão do Tribunal do Júri, que será presidido pelo juiz Ricardo Augusto Galvão de Souza, está marcado para iniciar às 10 horas no plenário da Câmara Municipal, já que o Fórum local não dispõe de plenário para esse tipo de julgamento.
Vanilton e Tânia estavam separados, mas conviviam na mesma casa / Fotos: Reprodução da internet.

Compartilhar no Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. Editor responsável pelo Blog do Sérgio Santos. Registro de Jornalista MTB 51.754 / SP.
    Comentar
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário