Polícia Civil identifica ladrões e esclarece assaltos no Portal do Lago


O Setor de Investigações Gerais (SIG) da Polícia Civil identificou os acusados de assaltar duas residências no condomínio Portal do Lago. A quadrilha era formada por quatro indivíduos, dois deles adolescentes - todos de Pilar do Sul.

O primeiro roubo aconteceu na madrugada de 20 de janeiro. Três ladrões armados com pistola e facas renderam uma idosa de 70 anos e roubaram R$ 2.800 em dinheiro. Depois a trancaram em um dos cômodos da casa e fugiram (aqui).

O segundo assalto foi na noite de 7 de fevereiro. Três ladrões encapuzados, armados com espingarda e revólveres, renderam um empresário de 43 anos, a mulher dele e duas filhas, roubaram diversos objetos e R$ 300 em dinheiro. Antes de fugir, os criminosos amarram as vítimas e as trancaram no banheiro (aqui).

O SIG começou a trabalhar nos casos e logo suspeitou se tratar da mesma quadrilha. Com as características dos bandidos, relatos de testemunhas e denúncia anônima, a polícia conseguiu identificar dois deles, um menor de idade.

Um fator preponderante para chegar aos criminosos foi que, no segundo assalto, durante a fuga, eles trocaram de roupa e dispensaram algumas peças em uma mata, entre elas uma blusa azul de manga comprida.

Foi através dessa blusa que os investigadores identificaram o primeiro suspeito, um adolescente - que seria o líder da quadrilha. Os policiais descobriram uma foto postada por ele no Facebook, trajado com a mesma blusa.

Outro detalhe levou os policiais a identificar o segundo suspeito. Durante um dos roubos, um dos bandidos chamou o outro pelo nome – este maior de idade.

Com a identificação dos dois, e por solicitação do delegado Milton Andreoli, a justiça concedeu um mandado de busca domiciliar nas residências dos suspeitos, mas nada de ilícito foi encontrado.

Interrogados, a dupla confessou participação nos dois assaltos e delataram os outros dois comparsas, um deles também adolescente. O quarto suspeito teria utilizado o seu veículo, um VW Gol, para transportar os comparsas até o local do roubo e, após, dar fuga para eles. Os dois delatados também foram interrogados, mas negaram participação nos roubos.

De acordo com o relatório de investigação, logo após o primeiro assalto, onde roubaram R$ 2.800 da idosa, eles seguiram para a praia na cidade de Ilha Comprida. Lá se hospedaram em uma pousada e permaneceram de sexta a domingo. A foto do passeio postada por eles no Facebook também faz parte do inquérito.

Outro fato descoberto pela polícia foi que na Ilha Comprida eles bateram o carro e fugiram do local do acidente. Agora, identificado, um dos acusados, que é proprietário do carro e não possui habilitação (CNH), também responderá pelo acidente de trânsito e pela fuga do local.

O delegado Milton Andreoli disse que os roubos à residências no Portal do Lago estão esclarecidos e os autores devidamente identificados. Os dois maiores de idade foram indiciados pelos roubos, sendo que um deles, o dono do carro, teria participado apenas do primeiro assalto.

Os adolescentes serão sindicados e encaminhados para a vara da infância e juventude para que respondam pelo ato infracional de roubo, que poderá resultar na internação deles na Fundação Casa, para receberem medidas socioeducativas.

Os nomes dos envolvidos não foram publicados, uma vez que, como não houve flagrante, respondem o inquérito em liberdade e, principalmente, porque envolve menores de 18 anos.

Agora os inquéritos seguem para a Justiça, que prosseguirá com os trâmites do processo criminal.
Delegacia de Pilar do Sul / Foto: Sérgio Santos / Blog do Sérgio Santos
Compartilhar no Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. Editor responsável pelo Blog do Sérgio Santos. Registro de Jornalista MTB 51.754 / SP.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. Que paradoxo! os policiais investigam e capturam os bandidos, e a lei diz que eles responderem o processo em liberdade, quiça nesse tempo cometer novos delitos, né? É de perder a fé...

    ResponderExcluir