Balanço demonstra produtividade da PM e aumento de prisões e apreensões


No período a PM averiguou 635 pessoas, realizou 23 prisões e aprendeu 2 quilos de entorpecente.

O mês de maio foi de alta produtividade da Polícia Militar. É o que revela um relatório de operações e prisões divulgado pelo tenente César Roberto Feitosa, comandante da PM em Pilar do Sul.

No total foram deflagradas 20 operações que resultaram 12 flagrantes por tráfico de drogas, seis procurados capturados, um porte ilegal de arma de fogo, um veículo furtado recuperado, apreensões de arma e mais de 2kg de entorpecente, entre outros, que totalizaram 21 ocorrências com prisões.

“O objetivo é proporcionar maior segurança à população local, elevando a produtividade nas ações de polícia ostensiva e de preservação da ordem pública”, comenta o tenente Feitosa.

No mês foram registradas as seguintes ocorrências:

• 11 flagrantes de tráficos de drogas;
• 1 ato infracional (com adolescente) de tráfico de drogas;
• 1 receptação de veículo furtado;
• 1 porte ilegal de arma de fogo;
• 1 roubo com indiciamento do autor e prisão preventiva decretada;
• 1 flagrante de furto;
• 01 (um) furto com indiciamento do autor;
• 1 flagrante de agressão doméstica;
• 6 procurados da justiça capturados.

As operações resultaram em:

• 21 ocorrências com prisões;
• 23 pessoas presas; 
• 4 menores apreendidos;
• Apreensão de 2,190kg de drogas;
• 1 arma de fogo apreendida;
• 1 trator furtado recuperado;
• 101 veículos fiscalizados;
• 62 autos de infração elaborados;
• 9 veículos recolhidos administrativamente;
• 635 pessoas submetidas à busca pessoal.

Os números são expressivos, mas para o tenente Feitosa eles não significam aumento da violência e da criminalidade.

“Pelo contrário, devido a uma atuação enérgica da Polícia Militar, foi possível chegar a essa marca, que determinou a redução dos índices criminais do município, como roubo (quando há o emprego de violência ou grave ameaça) que recuou de cinco, em maio de 2016, para apenas dois no mesmo período deste ano. Uma redução de 60%”, destaca.

Tenente Feitosa disse que as operações para localização e captura de procurados pela justiça, condenados por crimes ou com ordem judicial de prisão, objetivaram retirar de circulação indivíduos que, por vezes, continuam em práticas delituosas quando soltos.

O oficial explicou que o planejamento das operações considerou dia, horário e locais de maior incidência de delitos, além de pontos estratégicos para atuação policial, mas ressaltou as denúncias feitas pela população pelo telefone de emergência 190 ou pelo disque denúncia 181.

“A participação da comunidade local, que confia e interage com a Polícia Militar, trazendo informações e identificando necessidades, foram fatores que contribuíram para o sucesso das operações, a quais serão constantes no município”, disse. “Polícia Militar, 185 anos, você pode confiar”, finalizou.
Tenente Feitosa / Foto: Reprodução / TV Tem.

Compartilhar no Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. Editor responsável pelo Blog do Sérgio Santos. Registro de Jornalista MTB 51.754 / SP.
    Comentar
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário