Homem que matou o primo a facadas vai a Júri Popular nesta quinta-feira


O ajudante geral José Luiz de Oliveira, 36 anos, será julgado pelo Júri Popular a partir das 10 horas desta quinta-feira (30) no plenário da Câmara Municipal de Pilar do Sul.

Ele é acusado de matar o próprio primo, Abel da Paz Catharino, 34, com diversas facadas na madrugada de 25 de fevereiro (leia aqui).

Segundo a denúncia, após ingerirem bebidas alcóolicas em um bar, o acusado, sua companheira Dulcinéia Aparecida Franco e a vítima foram para a residência do réu no Jardim Campestre, onde Abel pernoitaria, e continuaram a beber.

Repentinamente os primos começaram a discutir. José Luiz se armou com uma faca e investiu contra Abel, o golpeando diversas vezes na altura do tórax, braços e costas. Abel não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no interior da residência.

Para o Ministério Público, “o crime foi cometido por motivo fútil, uma vez que o investigado matou o ofendido após mera discussão e trocas de ofensas, em total desproporcionalidade entre o ato da vítima e sua conduta fatal. Ainda, o crime foi cometido mediante recurso que dificultou a defesa do ofendido que, embriagado e sem chances de defesa, foi surpreendido pela conduta delituosa do indiciado”. 

José Luiz de Oliveira é acusado de homicídio duplamente qualificado, cuja pena varia de 12 a 30 anos de reclusão.

A sessão do Tribunal do Júri será presidida pelo juiz Ricardo Augusto Galvão de Souza. A defesa do réu será exercida pelo advogado José Carlos Bachir, enquanto que a acusação ficará a cargo do promotor público Vitor Petri.
O julgamento é público e todos podem assistir a sessão / Fotos: Sérgio Santos

Compartilhar no Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. Editor responsável pelo Blog do Sérgio Santos. Registro de Jornalista MTB 51.754 / SP.
    Comentar
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário