Júri Popular - Marido que matou a mulher no Jardim Panorama será julgado nesta quinta-feira


Vitor Petri, promotor público em Barueri, atuará no Júri em Pilar do Sul / Foto: Sérgio Santos / Arquivo.
O juiz Ricardo Augusto Galvão de Souza marcou para a próxima quinta-feira (09), às 10 horas, no plenário da Câmara Municipal, a sessão do Tribunal do Júri para julgamento do ajudante geral Marcos Amorim de Souza, 45, acusado de matar sua mulher, Suzana da Silva, 44.

O crime ocorreu no dia 4 de março deste ano na residência do casal no Jardim Panorama (leia aqui).

Segundo a denúncia, desconfiado de que a mulher o traía, durante uma discussão, o acusado investiu contra a mulher com murros e a esfaqueou no ombro.  Em seguida, a puxou pelo cabelo e apertou seu pescoço, asfixiando-a até a morte.

O Ministério Público requereu a pronúncia Marcos Amorim de Souza por entender que há prova da materialidade delitiva e indícios veementes de autoria.

Para o MP, o crime foi praticado por motivo fútil, pois o réu matou a vítima pela mera suspeita de sua infidelidade, mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

Réu confesso, Marcos de Amorim Silva, que está preso desde o dia do crime, foi denunciado como incurso no artigo 121, § 2º, incisos II, III, IV e V, do Código Penal, cuja pena varia entre 12 e 30 anos de prisão.

A defesa do réu será exercida pelo advogado piedadense Eder Lima Fresneda, que postulou pelo afastamento das qualificadoras.

A acusação ficará a cargo de Vitor Petri, promotor de justiça do município de Barueri (SP), designado pelo Tribunal de Justiça para atuar no Júri em Pilar do Sul.
Marcos Amorim / Foto: Divulgação.

Compartilhar no Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. Editor responsável pelo Blog do Sérgio Santos. Registro de Jornalista MTB 51.754 / SP.
    Comentar
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário