Caminhoneiro embriagado que causou morte de professora responderá em liberdade


Foto: Júlio Leite/Arquivo pessoal.
O motorista pilarense que, embriagado, causou a morte de uma professora de Sorocaba, na noite de terça-feira (20), ganhou a liberdade. A audiência de custódia foi realizada na quarta-feira, dia 21, dando permissão provisória sem fiança.

Segundo a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça (TJ), “os autos encontram-se aguardando a vinda do relatório policial para eventual oferecimento de denúncia”.

Donisete Aparecido Araujo de Souza, de 40 anos, foi preso e levado para a delegacia, após o caminhão que ele dirigia atingir o veículo da vítima. Outros dois veículos, um caminhão e uma Fiorino, também foram danificados durante o acidente. A professora Renata Cabrerisso da Costa, de 37 anos, que conduzia um Ford Ka, ficou presa às ferragens e morreu no local (leia reportagem aqui).

O motorista do caminhão confessou que havia ingerido bebida alcoólica. Foi feito o teste etilômetro, que aferiu 0,75mg/l, confirmando a embriaguez. O motorista foi conduzido à Delegacia do Plantão Norte e autuado em flagrante.

O corpo da professora Renata Cabrerisso da Costa (foto em destaque) foi sepultamento nesta quinta-feira (22).

Fonte: JORNAL IPANEMA / SOROCABA

Compartilhar no Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. Editor responsável pelo Blog do Sérgio Santos. Registro de Jornalista MTB 51.754 / SP.
    Comentar
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário