Secretaria de Saúde realiza nesta segunda vacinação contra Febre Amarela no Jardim Cananéia


Foto: Divulgação/Secom/PMU.
A Secretaria Municipal de Saúde promove nesta segunda-feira, 2 de abril, das 8 às 12 horas, no unidade básica na Portaria do Jardim Cananéia, vacinação, com dose integral, contra a Febre Amarela.

Podem se vacinar pessoas com idade a partir de nove meses, que nunca foram imunizados contra a doença. Grávidas e idosos com mais de 60 anos serão avaliados no local pela equipe de saúde.

Desde o início do ano, segundo o Centro de Controle de Zoonoses, 45 macacos foram encontrados mortos nas regiões dos bairros Paineira, Caxangá, Cananéia e Pinhal, mas nenhum caso da doença foi registrado em humanos no município.

Em 2009 foi realizada uma ampla campanha de vacinação contra a Febre Amarela que imunizou 80% da população de Pilar do Sul e, desde janeiro de 2018, a mesma campanha foi intensificada e outras quase 5 mil pessoas foram vacinadas.

Desde que surgiu o surto da doença no estado, a Secretaria de Saúde de Pilar do Sul intensificou a campanha, tanto a permanente nos postos de saúde, como realização de bloqueio imunológico nos bairros com incidência de animais mortos, orientando e vacinando a população.

As autoridades sanitárias do município informam que a campanha de vacinação contra a febre amarela é contínua e que a vacina está disponível nos postos de saúde, com a dose integral. Uma única dose imuniza a pessoa para toda a vida. Portanto que já se vacinou alguma vez na vida, na precisa se vacinar novamente.

A vacina está sendo fornecida às quartas-feiras, no PAM I Cecília Urias De Moura (Jardim Nova Pilar), as quintas-feiras, no Centro de Saúde Terezinha M. Arsila (Campo Grande), e às sextas-feiras no Centro de Saúde Helena de Proença Lacerda (Centro), das 8h às 12h.

Transmissão e sintomas da doença

Assim como a dengue, a febre amarela é um vírus transmitido por um mosquito. Na verdade, três: Haemagogus e Sabethes, que propagam a doença nos meios rurais e silvestres, e o Aedes aegypti, transmissor nas zonas urbanas. Não são registrados casos urbanos da doença no Brasil desde 1942.

Os sintomas são febre, dor de cabeça aguda, dores no corpo, vômito e fraqueza. Em casos graves, a pessoa pode ter febre alta e icterícia (cor amarelada na pele e branco dos olhos) e pode evoluir para falência dos rins e do fígado e até causar a morte.

Cronograma de vacinação permanente contra a febre amarela:

Quartas-feiras - PAM I Cecília Urias De Moura (Nova Pilar)
Quintas-feiras - Centro de Saúde Terezinha de Mores Arsilla (Campo Grande)
Sextas-feiras - Centro de Saúde Helena de Proença Lacerda (Centro)

Compartilhar no Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. Editor responsável pelo Blog do Sérgio Santos. Registro de Jornalista MTB 51.754 / SP.
    Comentar
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário