Plantão da biometria: todos os cartórios do Estado abrem no sábado, dia 13


A ação tem o objetivo de incrementar o número de eleitores com biometria

Todos os cartórios e postos de atendimento da Justiça Eleitoral no Estado de São Paulo irão funcionar em regime de plantão no dia 13 de abril, sábado. A ação visa estimular o comparecimento do eleitor e incrementar o cadastramento da biometria.

A biometria consiste na coleta de impressões digitais, foto e assinatura. Trata-se de um procedimento simples e rápido, durando em torno de 15 minutos. Os eleitores serão atendidos das 8h às 13h, mediante agendamento prévio no site do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP).

As unidades do Poupatempo com serviços eleitorais vão seguir o seu funcionamento normal no dia 13. O agendamento para esses locais é realizado no site do Poupatempo.
O Posto Eleitoral de Pilar do Sul fica em frente a rodoviária / Foto: Sérgio Santos.

Biometria obrigatória

Em 478 municípios paulistas, os eleitores estão convocados a fazer a biometria, em caráter obrigatório. Quem não fizer terá o título de eleitor cancelado. Essas cidades somam mais de 11,7 milhões de cidadãos aptos a votar, dos quais apenas 4,9 milhões já tiveram as impressões digitais coletadas pela Justiça Eleitoral (42,15%). Clique aqui para conferir a lista. Os prazos terminam entre agosto e dezembro de 2019. 

O ritmo lento de coleta da biometria preocupa o TRE. No primeiro trimestre do ano, houve 250 mil atendimentos por mês, metade do número esperado. O receio é de concentração da demanda no final do período, uma vez que muitas pessoas deixam providências desse tipo para os últimos dias. Por isso, é importante o comparecimento o quanto antes.

O plantão do dia 13 de abril envolve todos os 393 cartórios eleitorais do Estado. Na capital e em outros 60 municípios, onde a biometria ainda não é obrigatória, o TRE-SP também recomenda ao eleitor que antecipe o procedimento, para seu conforto e tranquilidade.

Maior colégio eleitoral do país, o Estado de São Paulo conta com 33.237.521 eleitores, dos quais 15.923.050 (47,91%) têm dados biométricos coletados. A meta do Tribunal Superior Eleitoral é chegar a 2022 com 100% do eleitorado brasileiro com biometria.

Documentos necessários

No momento do atendimento, o eleitor deve levar documento oficial de identificação e comprovante de residência. Se tiver o título, deve apresentá-lo também. O documento oficial de identificação precisa ser original, com foto, como RG, carteira de trabalho e carteira profissional emitida por órgão criado por lei federal. O comprovante de residência (contas de água, luz, telefone, celular, bancárias) deve conter o nome do eleitor e o endereço e ser recente– até três meses de emissão).

Biometria

A biometria é uma tecnologia que confere ainda mais segurança à identificação do eleitor no momento da votação. Acoplado à urna eletrônica, o leitor biométrico confirma a identidade de cada pessoa por meio das impressões digitais, armazenadas em um banco de dados da Justiça Eleitoral e transferidas para as urnas eletrônicas.

Implantação no Estado

O cadastramento biométrico iniciou-se em São Paulo no ano de 2010, no município de Nuporanga. Em 2015, foi estendido para todo o Estado, sem obrigatoriedade de comparecimento. No pleito de 2018, 100 cidades paulistas tiveram a identificação totalmente biométrica dos eleitores no momento do voto.

Dúvidas e informações

Posto de Atendimento Eleitoral de Pilar do Sul - Atendimento das 12h às 18h (segunda à sexta-feira) - Rua Orlando de Almeida Sales, 265 (em frente à rodoviária). Telefone: (15) 3278-2488.

Fonte: TRE



Compartilhar no Google Plus

Sobre Sergio Santos

Jornalista, radialista e publicitário. Editor responsável pelo Blog do Sérgio Santos. Registro de Jornalista MTB 51.754 / SP.
    Comentar
    Comentar com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário